Indicador de confiança no consumidor atinge o valor mais alto dos últimos trimestres consecutivos – INE

Cidade da Praia, 03 Ago (Inforpress) – O indicador de confiança no consumidor, no segundo trimestre de 2018, manteve a tendência ascendente dos últimos períodos homólogos, atingindo o valor mais alto dos últimos 13 trimestres consecutivos, revelou o Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com o Inquérito de Conjuntura no Consumidor hoje divulgado, esses dados mostram que a confiança das famílias cabo-verdianas continua a aumentar, com uma evolução positiva comparativamente ao trimestre homólogo, apesar deste indicador se situar abaixo da média da série.

Conforme a mesma fonte, no segundo trimestre de 2018, constatou-se que a situação económica das famílias manteve-se no mesmo nível e que a situação económica do país evoluiu positivamente face ao trimestre homólogo, sublinhando que tanto os preços de bens e serviços como o desemprego no país aumentaram ligeiramente face ao trimestre homólogo.

Em relação ao item da poupança, cerca de 68,8% das famílias inquiridas consideraram que a actual situação económica do país ainda não permite poupar dinheiro, diferente da percentagem do trimestre homólogo, que se situou em 83,8%.

A perspectiva das famílias para os próximos 12 meses é que tanto os preços de bens e serviços como o desemprego deverão diminuir, fazendo com que a situação financeira das mesmas, como a situação económica do país evolua positivamente face ao trimestre homólogo.

Para os próximos dois anos, cerca de 94,8% dos inquiridos afirmaram ter “a certeza absoluta” que não tencionam comprar um carro, enquanto que a 66% das famílias cabo-verdianas não pretendem comprar ou construir uma casa nos próximos dois anos.

Dos inquiridos, 3% afirmaram com “certeza absoluta” que têm o propósito de construir ou comprar uma habitação, contra os 1,9% no período homólogo, de acordo com os dados revelados pelo INE.

DR/ZS

Inforpress/Fim