Ilha do Sal: Suposto assassino de mulher de 44 anos continua a monte

Espargos, 03 Jul (Inforpress) – Continua a monte o suposto homicida da mulher de 44 anos assassinada este fim-de-semana, na ilha do Sal, na sua própria casa, com vários golpes de arma branca, soube a Inforpress.

Maria José Almeida, ou Biazé, como se chamava a vítima, moradora em Hortelã, foi assassinada pelo ex-companheiro. O crime foi presenciado pelo filho menor, de 12 anos.

Sentindo-se também ameaçado, o garoto que assistiu à morte da mãe, correu para a casa de banho, tendo-se trancado ali, gritando por socorro através da janela do compartimento.

Alertada pelo pedido de auxílio, quando chegou, a vizinhança encontra Maria José Almeida já cadáver, estendida no chão.

Fonte da Polícia Judiciária (PJ) conta que a vítima, que deverá ser submetida a autópsia quarta ou quinta-feira, aguardando-se a chegada do médico legista, recebeu vários golpes nas costas, abdómen, pescoço, nas mãos e nos braços e noutras zonas do corpo, ao tentar defender-se.

A PJ está no encalço do suspeito, que se encontra ainda a monte, tendo criado uma brigada para o efeito, para capturá-lo com vida, segundo soube a Inforpress.

SC/CP

Inforpress/Fim