Ilha do Sal: Painéis do primeiro dia do Festival Literatura-Mundo suscitam “muito” interesse e curiosidade

Santa Maria, 22 Jun. (Inforpress) – A II Edição do Festival Internacional Literatura-Mundo arrancou quinta-feira, em Santa Maria, ilha do Sal, com alguns painéis, designadamente “Literatura Mundo: breve história de uma ideia”, a suscitarem muito interesse e curiosidade pelo que aí vem.

Além da abertura oficial, presidida pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que também participa no evento enquanto escritor, a ocasião contou com momentos poéticos, leitura e declamação de poemas de Mário Fonseca, inclusive declamado pela neta Jasmine Fonseca, de 9 anos, também momentos poéticos com textos de Jorge Luís Borges, homenageados desta edição.

Márcia Souto, da editora Rosa Porcelana, uma das organizadoras do evento, espera com a realização de mais esta festa literária, que reúne perto de 40 escritores de diferentes latitudes, muita literatura, conversa e conferência… sempre mediadas e pautadas, explica, por momentos poéticos.

Entretanto, o momento “inédito”, muito aguardado foi o painel em tributo aos “Camões” de Cabo Verde, Arménio Vieira e Germano Almeida, que reunidos na mesma mesa, numa conversa aberta e divertida, contam a sua experiência, enquanto Prémios Camões.

“O pessoal está com cara boa, acho que começou bem. Todos os dias vamos ter uma conferência central, muito interessante porque vai fazer-nos pensar um pouco sobre o que é a Literatura-Mundo. Se em Cabo Verde se faz Literatura-Mundo… vamos ter várias discussões relativamente a isso e na sequência dessa conferência mesas de debate, onde estão todos convidados já que de interesse de todos”, sublinhou Márcia Souto.

Pretende-se com o evento que decorrerá durante quatro dias, até domingo, num dos hotéis da cidade turísticas, tornar a ilha do Sal numa centralidade literária em Cabo Verde e inscrever o país na rota internacional dos eventos das letras.

Hoje, as actividades começam às 14:00 com uma conferência sobre “As Elites Literárias Cabo-verdianas e a Literatura-Mundo: Diálogos e intertextualidades”, que tem Brito Semedo como conferencista, enquanto Simone Caputo Gomes, debatedora, entre vários outros painéis.

Ana Filomena Amaral (Portugal), Bárbara Mesquita (Alemanha), Casimiro Simões (Portugal), Clara Riso (Portugal), Isabel Lucas, (Portugal), José Luís Peixoto (Portugal), Julian Fuks (Brasil), Klavdia Fonseca – Viúva de Mário Fonseca, Manuel Halpern (Portugal), Marco Lucchesi (Brasil), Natália Porta Lopez (Argentina), Prabda Yoon (Tailândia), Rodrigo Lacerda (Brasil), Rute Pires (Brasil), Selma Carvalho (Brasil), Simão Valente (Portugal), Simone Caputo Gomes (Brasil), Vilma Galhego (Brasil) e Viviane Trindade (Brasil) são as personalidades do mundo das letras participantes nesta festa literária na ilha turística.

Quanto a autores cabo-verdianos, Jorge Carlos Fonseca, Arménio Vieira, Daniel Medina, Carlos Araújo, Danny Spínola, David Hopffer Almada, Evel Rocha, Filinto Elísio, Germano Almeida, Hermínia Curado Ferreira, Janice da Graça, João Lopes Filho, Joaquim Arena, Joaquim Morais, Manuel Brito Semedo, Samuel Gonçalves, Tchalé Figueira e Vera Duarte são as notoriedades que estão também presentes para essa reflexão e debate literário.

SC/ZS

Inforpress/Fim