Ilha do Sal/Festival Santa Maria: Elji leva fãs ao rubro, Black Side segura embalagem e fecha certame musical em grande

Santa Maria, 16 Set. (Inforpress) – O grupo Raça Mau liderado por Elji levou fãs ao rubro tendo Black Side segurado a embalagem, encerrando assim a 28ª edição do festival da Praia de Santa Maria em grande, decorrido sob o lema “Uma nova consciência ambiental”.

“Sal da Ilha”, “Ilha Onze”, Cabo Verde Show, Black Side, Raça Mau – grupo composto por Elji, Mica Mendes e Atim, foram os grupos e artistas que actuaram na segunda e última noite do Festival de Santa Maria, que vinha decorrendo desde sexta-feira e terminou esta manhã por volta das 11:00.

Depois de “Sal da Ilha”, um espaço reservado aos artistas locais com a participação dos artistas que fazem a música diariamente no Sal, e “Ilha Onze”, projecto liderado por Tito Paris, com a participação de vários artistas, momento dedicado à diáspora, Cabo Verde Show entra em cena “disparando” os sucessos dos seus 40 anos de carreira, com muita animação, fazendo os festivaleiros sacudir o areal da praia da cidade turística, lotada com cerca de 20 mil pessoas.

Seguindo-se Morgan Heritage, grupo de regae, oriundo de Jamaica, e residente nos Estados Unidos, que também mexeu com seus fãs a pedir por mais.

Entretanto, o show de “RaçaMau” era o momento mais esperado neste segundo dia do festival, tendo Elji entrado ao seu estilo e de forma triunfal, por volta das 07:20 da manhã, apresentando-se aos fãs içado a uma roldana, tomando a altura do palco, sido muito ovacionado.

Elji que pelo terceiro ano consecutivo pisa os palcos do festival de Santa Maria, leva a assistência ao rubro, durante duas horas de show.

Vem Black Side, logo de seguida, que na embalagem não deixou seus dotes em mãos alheias, embora a actuar para uma moldura já reduzida, dado ao adiantado da hora e o sol escaldante que se fazia sentir no local.

Pessoas abordadas pela Inforpress, resistindo ao cansaço, ao ritmo de Hip-Hop, numa só palavra exprimiram: “d’kel bom” (muito bom), ou “o festival foi um espectáculo”, ao mesmo tempo que parabenizavam a organização do evento.

A 28ª edição do Festival da Praia de Santa Maria obrigou este ano à utilização de copo ecológico e reutilizável, visando a mudança de atitudes e preservação ambiental, medida que teve impacto, já que por uma ronda ao areal, a Inforpress constatou que o espaço mantinha-se limpo.

Desta feita, pretende-se com o maior evento cultural da ilha do Sal, organizado pela câmara municipal, transformar o Festival Internacional de Santa Maria numa “ferramenta pedagógica pujante”, capaz de defender e chamar a atenção do público para “causas importantes” para o bem comum, como a problemática do ambiente.

No concernente à segurança, foi disponibilizado um contingente de 160 agentes no terreno durante estes dois dias de festa contando, à semelhança dos anos anteriores, com a participação dos militares a par do envolvimento de uma equipa de segurança privada de forma a garantir maior segurança e tranquilidade às pessoas.

Contactadas, as autoridades policiais asseguraram que o festival pautou pelo civismo não tendo sido registado nenhum caso de relevo.

SC/ZS

Inforpress/Fim