Ilha do Sal: Dom Ildo celebra pela primeira vez missa em homenagem à Santa Padroeira de Pedra de Lume

Espargos, 16 Ago (Inforpress) – O bispo Dom Ildo Fortes celebrou, quarta-feira, pela primeira vez, no Sal, a missa em homenagem à Santa Padroeira de Pedra de Lume, no âmbito das festividades de Nossa Senhora da Piedade, assinalado a 15 de Agosto.

Considerando tratar-se de um dia especial não só para Pedra de Lume, mas para a igreja católica inteira, já que festa da assunção de Nossa Senhora, este mistério de Maria que ascende aos céus em corpo e alma, Dom Ildo explicou que é uma celebração do triunfo do bem sobre o mal, da vida sobre a morte.

“Isto é para nós um motivo de esperança. Vale a pena acreditarmos que o espírito e o poder de Deus que colocou Maria no céu está connosco para nos elevar, para nos defender também de todos os males e do maligno. Quem vive da fé tem uma luz interior, não só que faz viver animado, mas anima também o mundo à sua volta”, sublinhou.

Dom Ildo Fortes, natural do Sal, e que pela primeira vez, nessa qualidade, celebra a missa em homenagem à Nossa Senhora da Piedade, padroeira da localidade de Pedra de Lume, disse que é motivo de muita alegria e emoção, quanto mais não seja, na capela onde os seus pais casaram.

“Para mim é sempre uma alegria enorme, como pastor, estar com o povo, não interessa se num lugar pequeno como Pedra de Lume ou numa festa grande como São João Baptista, no Porto Novo em Santo Antão… todos os lugares são merecedores do nosso carinho e da nossa atenção. Por isso é que aqui estou, num ambiente muito humano, sentindo este calor humano e familiar que agrada”, manifestou.

Durante a eucaristia, Dom Ildo fez alguma provocação, perguntando às pessoas sobre histórias bíblicas, as quais não obtiveram respostas, por desconhecimento dos fiéis, facto que leva o bispo considerar a necessidade de uma aposta grande na formação a esse nível.

“Nós estamos conscientes que a nossa gente precisa de formação e, actualmente, a igreja tem vindo a fazer uma aposta grande na formação. Nem sempre é fácil, dado a vida que as pessoas levam. Precisamos que conheçam a fundo, não só a palavra de Deus, mas também a doutrina da igreja”, notou.

Realçando a importância dos valores, da fé, Dom Ildo concluiu, acentuando que Deus não tira nada ao homem, antes pelo contrário, dá tudo.

“E a fé traz consigo muitas coisas ricas. Uma sociedade a viver numa fé é uma sociedade mais humana e mais rica em termos de valores humanos”, frisou.

SC/CP

Inforpress/Fim