Ilha do Sal: Autarquia inicia uma série de obras para ampliar a rede de esgotos na cidade de Espargos

 

Espargos, 11 Jan. (Inforpress) – A Câmara Municipal do Sal arrancou há alguns dias com uma série de obras para ampliar a rede de esgotos na cidade de Espargos, um projecto do Governo, financiado pelo BADEA, em cerca de 400 mil contos.

Ribeira D’Oze, fundo de Horta e imediações do Morro Curral são as frentes de intervenção onde vêm decorrendo as obras do projecto de esgotos da cidade dos Espargos, as quais deverão ser concluídas dentro de 19 meses.

Financiado pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico em África (BADEA), em 92,5 por cento e em 7,5 por cento pelo Governo de Cabo Verde, o projecto visa contribuir para preservação do ambiente, para a melhoria do saneamento, das condições sociais e económicas na cidade e promover a saúde pública, para a luta contra a pobreza, possibilitando, desta feita, a realização dos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM).

Executadas pelo consórcio Sogei/Armando Cunha, as obras compreendem a colocação de 3286 metros de condutas gravitarias primárias, 4989 metros de condutas secundárias e 2500 metros de condutas de supressão.

Essas obras conduzem também à construção de 353 pontos de inspecção, 405 caixas de derivação e edificação de equipamentos de uma estação de bombagem.

Manifestando satisfação pelo cumprimento deste “grande” projecto, pelo impacto que terá na vida da cidade e das pessoas, o edil, Júlio Lopes, acentuou que a realização dessas obras vai permitir, sobretudo, a requalificação de uma “nova” cidade dos Espargos.

Uma nova cidade de Espargos, porque, conforme explica, consentirá asfaltagem de ruas, calcetamentos artísticos, estética dos espaços nas diferentes zonas da ilha, entre outros benefícios.

“Vai ter um impacto enorme ao nível de sustentabilidade ambiental da cidade de Espargos, e melhorar, sobretudo, a qualidade de vida das populações que vão ter bem-estar nas suas localidades”, enfatizou o autarca.

Santa Maria já foi contemplada com rede de esgotos, e agora é a vez dos Espargos beneficiar deste projecto considerado importante e de grande impacto para a ilha, enquanto turística.

SC/JMV

Inforpress/Fim