Ilha do Maio: População diz que igreja matriz carece de restauro

Porto Inglês, 18 Abr (Inforpress) – Os maienses manifestaram-se hoje, no Dia Mundial de Monumentos e Sítios, a ideia de que a   Igreja matriz da nossa Senhora da Luz,   um dos mais  destacado monumentos da ilha Maio, está a precisar de restauro.

Conforme apurou hoje a Inforpress junto do representante da  comissão de restauro, Alexandrino  Agues, a  paróquia local criou um grupo de trabalho, da qual faz parte, no sentido de preparar o dossiê para ser submetido  às entidades responsáveis como Instituto de Património Cultural (IPC) e a câmara, a fim de conseguir o financiamento e apoio técnico

Depois dos trabalhos de   levantamento de toda a situação que carece a Igreja matriz, entregaram  o referido  projecto ao IPC, o que segundo avançou tem vindo a fazer visitas regulares, pelo que os paroquianos estão a aguardar com uma “certa ansiedade” o anúncio do arranque dos trabalhos.

“É  preciso um montante elevado, pelo que só uma entidade como IPC pode  apresentar um valor mais preciso”, frisou.

A nossa fonte adiantou ainda que neste momento a paróquia já está a fazer o seu trabalho de angariação de fundo juntos dos fiéis na ilha e também a distribuir pedidos para pelo menos puder restaurar e substituir o telhado, porque  o referido trabalho requer um “avultado montante” financeiro.

Por esta razão, aquele representante disse que estão a contar com a colaboração e participação de todos os maienses, tanto residentes como na diáspora e não só, para puder atingir os seus intentos, que na sua opinião vai ser um trabalho minucioso e que pode levar mais do que um ano para a sua conclusão.

A nossa fonte garantiu ainda que neste momento já existe um “consenso” entre a paróquia, a Câmara Municipal do Maio e o IPC, no que tange aos trabalhos de restauro que se pretendem desencadear no interior da igreja, algo que suscitou alguma discussão entre as partes.

Os crentes da localidade de Morrinho também reclamam pelo restauro da capela local que se encontra com problemas no tecto, e não só, e, aquando da visita do  ministro da Cultura Abraão Vicente e a equipa do IPC, aquele governante prometeu que iriam trabalhar no sentido de conseguirem a verba para fazer a intervenção naquele edifício,  mas até então a situação mantém-se e a população questiona para quando.

No inicio deste ano, o IPC, encabeçado pelo seu presidente Hamilton Jair Fernandes,  já realizou duas  visita  à ilha do Maio para analisar com o vereador da Cultura, Queita Santos e o pároco local, Elias Borges, a possibilidade de restauração da Igreja matriz, pelo que os maienses aguardam com ansiedade o restauro da mesma.

WN/AA

Inforpress/Fim