Ilha do Maio pode vir a contar com uma escola secundária privada ainda este ano lectivo

Porto Inglês, 12 Set (Inforpress) – A Ilha do Maio pode vir a contar, ainda este ano lectivo 2018/19, com uma escola secundária privada, como forma de proporcionar aos jovens que se encontram fora do sistema de ensino a oportunidade de continuarem a estudar.

Em declarações à Inforpress, a representante da escola secundária privada Amizade, Margarida Agues, assegurou que esta iniciativa surgiu devido à existência de um número “muito elevado” de jovens da ilha que se encontram fora do sistema de ensino  e que não estão a poder continuar os seus estudos.

“Uns porque perderam o direito de continuarem os seus estudos no sistema de ensino tradicional, outros porque os pais não tinham condições financeiras para pagar os seus estudos”, concretizou a mesma fonte, para quem se a ilha do Maio almeja apostar no sector do turismo, é preciso que tenha “jovens capacitados e quadros capazes” para dar resposta às demandas.

Conforme adiantou aquela representante, dos vários encontros e contactos que mantiveram com os jovens puderam constatar que os mesmos estão interessados em prosseguir com os seus estudos, sublinhou, acrescentando que o problema que se põe agora é a ”falta de emprego para puderem custear os seus estudos”.

Margarida Agues disse ainda que se tudo correr bem as aulas poderão iniciar no próximo dia 02 de Outubro, sendo que para tal as matrículas iniciaram terça-feira, 11, e estão abertas aos jovens de todos os povoados da ilha.

Questionado se foi solucionado a questão dos transportes escolares, Margarida Agues avançou que já mantiveram contactos com a edilidade que os garantiu que o mesmo será assegurado, bastando para tal que os alunos paguem um “valor significativo” da propina mensal.

“Também os alunos podem em caso de não for garantido o transporte escolar prometido pela câmara recorrer aos transportes públicos de hiaces, pagando a mesma quantia até que a situação se resolva”, notou.

Margarida Agues avançou ainda que a escola secundária Amizade vai contar com todo o corpo docente que vem leccionando na escola Secundária Horace Silver, embora, precisou, não tenha sido feita ainda “nenhum contacto” com os mesmos.

“Estamos à espera primeiro de termos a confirmação dos alunos com as matrículas para pudermos fazer isso”, ajuntou.

“A escola secundária Amizade é uma empresa vasta que vai apostar desde o pré-escolar até ao ensino profissional”, afirmou, acrescentando que vão contar com todos os parceiros locais, tanto público como privado, para acolher os cerca de 240 alunos dos 7º ao 12º ano de escolaridade previstos.

O valor da matrícula é de 500 escudos e o valor da propina varia de acordo com o nível de escolaridade dos estudantes, desde os 3500 escudos aos 5500 escudos, e as aulas vão decorrer no antigo edifício da escola secundário do Maio.

WN/AA

Inforpress/Fim