Ilha do Maio: MpD desafia OIAM a pedir desculpas pelas afirmações de que não haveria financiamento para o porto

Porto Inglês, 24 Jul (Inforpress) – A porta voz da bancada Municipal do MpD no Maio, Ivanira Silva, desafiou hoje a oposição na Assembleia Municipal a pedir desculpas aos maienses, pelas afirmações de que não haveria financiamento para o porto da ilha.

“Pedimos ao líder da bancada da Onda Independente para Avanço do Maio (OIAM) a pedir desculpas ao presidente da Câmara Municipal do Maio, ao ministro do Turismo e Transporte, ao primeiro-ministro e, principalmente, aos maienses, que não merecem uma oposição inconsequente e completamente sem rumo”, frisou.

Conforme Ivanira Silva, a bancada que representa estranha o último comunicado do OIAM que afirma estar a “sentir-se satisfeito” e a “congratular-se com o Governo de Cabo Verde”, por ter conseguido o acordo com o Banco Africano de Desenvolvimento para o financiamento do porto do Maio.

“Estranhamos esta posição, quando o mesmo [OIAM], na pessoa do seu líder da bancada, disse em alto e bom som em plena sessão da Assembleia Municipal, do dia 07 de Junho, que tinham informações de que não haveria nenhum investimento de grande porte no Maio. Afirmou ainda que o GAO [Grupo de Apoio Orçamental] aconselhou o Governo a não fazer nem porto nem aeroporto ou qualquer outro investimento no Maio”, notou.

Por esta razão, a bancada do Movimento para a Democracia (MpD – poder) desafia a sua “adversária” na assembleia municipal a publicar a fonte que a levou a afirmar de que não haveria nem porto, nem aeroporto na ilha do Maio.

“É de tamanha irresponsabilidade desta bancada usar de uma inverdade para conseguir ganhos políticos, chamando até os discursos do presidente da câmara e do ministro da tutela dos transportes de ocos e vazios”, sublinhou.

Ivanira Silva considerou que a última notícia avançada pelo executivo de Ulisses Correia e Silva vai trazer “grandes ganhos”, pelo que disse esperar que o concurso seja lançado brevemente e que as obras do porto arranquem o quanto antes.

O projecto, segundo a porta voz da bancada municipal do MpD, está orçado em cerca de 15 milhões de euros para a requalificação do Porto e mais 1,5 milhões para a estrada de acesso ao porto.

O mesmo, acrescentou, contempla ainda programas para jovens e mulheres da ilha a nível de formação, bem como a capacitação e disponibilidade de fundos de micro-crédito para pequenos projectos ligados aos diversos sectores na ilha.

WN/CP

Inforpress/Fim