Ilha do Maio: Deputado do PAICV quer ver implementado “o mais breve possível” o plano de emergência

 

Porto Inglês, 17 Out (Inforpress) – O deputado do PAICV pelo círculo eleitoral do Maio, Fernando Frederico, defendeu hoje a implementação, “o mais breve possível”, do plano de emergência anunciado pelo Governo para evitar uma “grande mortandade” dos animais na ilha.

Em declarações à Inforpress no final de uma visita à ilha, Fernando Frederico disse que durante os contactos constatou uma “grande preocupação e incerteza” no futuro por parte das pessoas no que tange ao salvamento dos seus animais, devido ao mau ano agrícola.

O deputado alertou que a população está sem meios para continuar a alimentar os seus animais já “fracos”, pelo que caso registar algum atraso na implementação do plano de emergência, os agricultores e criadores vão passar por momentos de grande aflição.

“Neste momento, existem muitas famílias que não conseguem levar a panela ao lume durante o dia, pelo que é uma situação que tem que ser revista e dada atenção, tanto por parte do poder local como do poder central”, notou.

Para mitigar o mau ano agrícola, Fernando Frederico recomenda o equipamento dos furos que ainda estão com algum caudal de água para serem destinados à agricultura, o desassoreamento de diques e outras acções que possam criar postos de trabalho no meio rural.

Por outro lado, sugere a realização dos trabalhos de requalificação urbana, “prometida pelo Governo”, no quadro do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA).

“A par do plano de emergência, o governo deve criar o plano social abrindo postos de trabalho para ajudar as famílias no pagamento das propinas dos seus filhos (…), bem como no reforço das refeições quentes e transportes escolares, porque sem rendimento não poderão arcar com as despesas com seus filhos, quanto mais com os seus animais”, lembrou.

Fernando Frederico disse ainda estar preocupado com a falta de vários professores tanto no ensino primário como no secundário, bem como com a problemática do transporte escolar na Escola Secundária do Maio.

O adiamento da instalação das unidades de produção de gelo, a questão da apanha do isco dentro na baia de “Beach Rrotxa” por parte de embarcações semi-industriais, são outras situações que preocupam o deputado do principal partido da oposição.

“Apelamos ao Governo que devolva, o mais breve possível, a embarcação semi-rígida que foi doada à ilha pelo Banco Mundial para fazer a patrulha, e que se encontra à disposição da Guarda Costeira, indevidamente”, conclui.

WN

Inforpress/Fim