Ilha do Fogo: Resolução do problema de água para agricultura e pecuária e reestruturação do GDR na pauta do encontro dos presidentes

 

São Filipe, 19 Jan (Inforpress) – A resolução da problemática de água para agricultura e pecuária e a reestruturação do Gabinete de Desenvolvimento Regional (GDR) vão ser analisados, na próxima semana, no encontro entre os três presidentes das câmaras municipais da ilha.

O edil de Santa Catarina, Alberto Nunes, disse à Inforpress que já contactou com o seu homólogo de São Filipe, Jorge Nogueira, e vai estabelecer contactos com o edil dos Mosteiros, Carlos Fernandinho, para o acerto da data, indicando que o encontro, dada a urgência, vai acontecer na próxima semana.

Com relação a problemática de água, Alberto Nunes, disse que o encontro envolverá a empresa intermunicipal de águas, Águabrava, e a delegação do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) e a questão de redução da tarifa de água, aumento de disponibilidade de água para agricultura e pecuária e a forma de ultrapassar os constrangimentos vão ser analisados.

Outro assunto, segundo Alberto Nunes, é a reestruturação do Gabinete de Desenvolvimento Regional (GDR) um dos órgãos da Associação dos Municípios do Fogo e da Brava, este disse que é necessário fazer a sua reestruturação física e de recursos humanos, indicando que existem disponibilidades para uma instituição financiar alguns equipamentos informáticos e de topografia, assim como reabilitação do próprio espaço.

Segundo o mesmo, no quadro da requalificação urbana o GDR poderá preencher a lacuna existente e apoiar as Câmaras da região Fogo e Brava na requalificação das cidades, mas para isso o GDR tem de ter capacidade técnica e humana para elaborar projectos e preparar as documentações necessárias para participar nos concursos internacionais para mobilização de financiamentos.

Para tal é necessário dotar o gabinete de técnicos como arquitectos, engenheiros, economistas assim como a sua transformação num gabinete de planeamento para responder as necessidades e demandas das quatro câmaras municipais.

Além destas questões, Alberto Nunes, indica que propôs aos seus homólogos a discussão de um pacote de projectos estruturantes para ilha do Fogo e que deve ser submetido ao Governo visando a sua implementação.

A expansão e iluminação do aeródromo de São Filipe, a resolução da problemática dos transportes aéreos e marítimos como aumento do número de voos para a ilha, intervenção no porto de Vale dos Cavaleiros, a questão da tarifa de transporte das mercadorias entre as ilhas do Fogo e de Santiago, continuidade da estrada circular do Fogo, são aspectos que segundo Alberto Nunes vão ser analisados entre os presidentes das edilidades.

Este disse que existe algum sinal e há necessidade de se clarificar se há ou não intervenção nos projectos estruturantes da ilha por parte do Governo.

JR/AA

Inforpress/Fim