Ilha do Fogo: Padre lamenta o facto do lado profano estar a sobressair o lado sagrado da festa de Nhô São Filipe

São Filipe, 01 Mai (Inforpress) – O padre Lourenço Farias, celebrante da eucaristia em homenagem ao São Filipe, lamentou hoje o facto do lado profano estar a “ofuscar” o lado sagrado nesta festa, chamando a atenção para a separação das duas dimensões.

Em declarações à imprensa, no final da eucaristia, na igreja em São Filipe, neste 1º de Maio, também Dia Internacional do Trabalhador, o padre Lourenço, que é filho da ilha do Fogo e que neste momento é pároco em Assomada, Santa Catarina, afirmou que de um modo geral, a festa é algo positivo, porque faz parte da cultura e da identidade do povo e que é preciso preservar.

“Essa dimensão profana da festa faz parte da nossa vida, enquanto ser humano, uma vez que a cultura faz o homem e o homem acaba por fazer a cultura, mas também somos seres filhos de Deus, por isso, o desafio que temos é que haja harmonia entre o sagrado e o profano, porque neste momento o profano tem sobressaído o sagrado”, considerou.

O padre frisou que a igreja aceita, “pacificamente” , o lado profano, mas que os cristãos devem ser “mais maduros”, já que no lado profano, são os próprios cristãos que estão a promover e a viver esse lado, ou seja, que são os próprios que no momento exacto, devem saber o que fazer.

Na opinião do sacerdote, “há qualquer coisa a falhar na sociedade”, lembrando neste dia do trabalhador sobre o trabalho infantil, alertando que certas trabalhos que as crianças fazem em casa “não é trabalho infantil”, mas sim uma forma de as ensinar algo, já que são “coisas que sempre se fez ao longo dos tempos”.

“Manter-nos sempre fiéis ao Cristo”, esta é a mensagem, vincou o padre Lourenço, na missa de hoje em honra ao São Filipe, que contou com vários convidados, nomeadamente o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, o presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, e os deputados da nação Filipe Santos e Eva Ortet.

O presidente da Câmara Municipal de São Filipe , Jorge Nogueira, o edil de Santa Catarina do Fogo, Alberto Nunes, do embaixador dos Estados Unidos da América, Donald L. Heflin, cavaleiros e centenas de fiéis que quiseram marcar presença neste dia que consideram ser de “harmonia, paz e espírito aberto”.

A festa de Nho São Filipe e da Bandeira arrancaram na cidade de São Filipe desde o dia 20 de Abril e termina hoje, 01 de Maio.

À festa religiosa junta-se a festa do município, onde são apresentados espectáculos de música durante várias noites e bailes no Presídio com artistas variados, corridas de cavalo e cavalhadas.

DR/JMV

Inforpress/Fim