Ilha do Fogo: Missão de St. Paul Medical Services estará na região sanitária Fogo e Brava de 14 a 21 de Maio

São Filipe, 29 Abr (Inforpress) – Uma missão de profissionais voluntários de saúde do St. Paul Medical Services que presta cuidados médicos a pacientes privados através de uma rede global, estará na região Fogo e Brava entre os dias 14 e 21 de Maio para consulta de especialidade.

O St. Paul Medical Services é uma organização internacional de caridade fundada pela Igreja Copta Ortodoxa com finalidade de prestar cuidados médicos e medicamentos para comunidade carente, já realizou cinco missões a Cabo Verde, e com três deslocações à ilha do Fogo e esta será a quarta vez que especialistas desta instituição visitam a ilha.

Segundo o director do hospital regional São Francisco de Assis, Evandro Monteiro, a deslocação desses especialistas à região é patrocinada pelo Ministério da Saúde, quer em termos de alojamento na Praia, a viagem para as ilhas da Brava e Fogo.

Os primeiros dois dias, os médicos egípcios vão estar na ilha Brava para consultas e avaliação dos pacientes e havendo necessidade de outro tipo de acompanhamento são encaminhados para o hospital regional.

A equipa de especialista de St. Paul Medical Services é composta por ginecologista, oftalmologista, legista, urologista, anestesista e ortopedista.

Na última missa à ilha do Fogo, a equipa era constituída por dois farmacêuticos, um clínico geral, um dentista e ginecologista, e efectuaram consultas na escola secundária Dr. Teixeira de Sousa, onde 75 alunos foram atendidos pelo clínico geral e 32 estudantes passaram pelo dentista, tendo igualmente a equipa ensinado as crianças a efectuarem actividades ligadas ao Natal.

Já no final de Maio (29), o hospital regional receberá a visita do especialista italiano da área de oftalmologia, Valério Piccirilo, que durante duas semanas vai efectuar cirurgias de catarata, estando neste momento selecionados 200 pacientes que precisam de intervenção cirúrgica, estando o serviço de oftalmologia a estabelecer os contactos com esses pacientes e a preparar todo os materiais necessários para tal.

Segundo o director do hospital os equipamentos, as lentes e outros materiais para a cirurgia estão no hospital, e durante a visita do especialista do hospital de Nápoles, o mesmo que estabeleceu os contactos para a formação de curta duração de uma enfermeira, vai tentar realizar o máximo número possível de cirurgias de catarata.

JR/ZS

Inforpress/Fim