Ilha do Fogo: Centro de Emprego e Formação Profissional disponibiliza mais de uma dezena de acções de formação para 2018

 

São Filipe, 24 Jan (Inforpress) – O Centro de Emprego e Formação Profissional do Fogo disponibiliza mais de uma dezena de ofertas formativas para o ano de 2018, abrangendo várias áreas.

De entre as ofertas disponibilizadas e cujo arranque decorrem entre Fevereiro a Outubro, constam acção de formação na área de Cozinha, gestão de produção agropecuária, gestão contabilística, serviços alimentos e bebidas (restauração, mesa e bar), línguas (inglesa e francesa).

As técnicas e práticas de atendimento publico, GERME: gerar ideias de negócios; planear e implementar o seu negócio e gerir melhor o seu negócio, aplicações informáticas, formação pedagógica inicial de formadores, instalação e manutenção de equipamentos de climatização e refrigeração, electromecânica auto e fiscalidade, são as outras ofertas formativas disponibilizadas para este ano pelo centro.

A duração das formações oscila entre um mês e 19 meses, consoante o nível atribuído a cada formação, sendo que a data indicativa para o arranque é o mês de Fevereiro/março, mas a maior parte das acções iniciam ainda no primeiro semestre.

José António de Pina, Coordenador do CEFP, disse que essas ofertas formativas são o resultado do plano interno do Centro, mas que esta instituição poderá ministrar outras acções em parceria com outras instituições como câmaras municipais, Ministério da Agricultura, Organização das Mulheres.

As acções deverão decorrer nas instalações do centro, em São Filipe, mas existe a possibilidade de descentralização de algumas acções para o centro de formação de Ponta Verde, mas nada ainda estão definidas porque está-se numa fase negocial desta possibilidade.

Como algumas das acções requer a envolvência de outras instituições, a direcção do CEFP do Fogo está a encetar contactos para negociar a montagem das acções.

Para o mês de Fevereiro, 09, o CEFP vai proceder à distribuição de alguns certificados dos cursos realizados entre 2011 e 2015 que estão pendentes em diversas áreas, assim como a entrega de alguns kits de auto-emprego para jovens de Santa Catarina, Mosteiros e São Filipe que concluíram formação em várias áreas.

JR/JMV

Inforpress/Fim