Ilha Brava: Universidade Rode Island “deixa em aberto possibilidade de parcerias a nível do ensino” – edil

Nova Sintra, 14 de Ago (Inforpress) – O edil da Brava, Francisco Tavares reuniu-se hoje com a comitiva da Universidade Americana Rode Island que está de visita à ilha, tendo considerado no final do encontro, que “deixaram em aberto a possibilidade de parcerias”.

Em declarações à Inforpress, o autarca disse que o encontro foi “positivo” e que ficaram traçados os caminhos para serem seguidos.

Segundo o edil, mesmo sendo um encontro “mais no sentido de passar informações” sobre aquilo que a câmara municipal tem feito e pretende fazer pela ilha, “é sempre uma grande satisfação” receber jovens cabo-verdianos, sobretudo bravenses, que estão “muito bem integrados no sistema educativo norte-americano”, e querem apoiar a ilha Brava, no que tange a “melhoria do sistema educativo”.

Esta comitiva composta por alguns profissionais e alunos cabo-verdianos e outros americanos, está disposta a apoiar a ilha no fornecimento de materiais específicos para a educação.

Segundo o autarca, a ilha recebe muitos materiais educativos e escolares da comunidade emigrada, mas com esta organização há uma possibilidade de “especificar que materiais necessitamos em concreto”.

“Podemos assim adquirir materiais que podem servir para equipar a unidade recém-construída no liceu e também materiais para trabalhar com crianças que têm necessidades educativas especiais, inexistentes no nosso mercado”, explicou Tavares.

Segundo ele, a comitiva deixou em aberta também a possibilidade de estabelecer parcerias no sentido de acolherem e apoiarem jovens cabo-verdianos que pretendem continuar os estudos nos E.U.A.

Por agora, de acordo com o edil, o primeiro passo é reunir com o pessoal ligado à educação na ilha, de forma a elaborar um plano e enviar para esta organização.

Após visita à câmara municipal, a equipa esteve com o director da Escola Secundária Eugénio Tavares, Pascoal Fernandes que, além de mostrar o espaço, fez um enquadramento do liceu, seguido de uma apresentação do sistema de ensino em vigor no país e das dificuldades enfrentadas ao longo dos tempos.

Jéssica Monteiro, responsável pela comitiva, saiu satisfeita dos encontros, solicitando a equipa camarária e do liceu que enviem uma lista com as necessidades específicas, de forma a permitir uma “actuação mais centralizada” e “focalizada”, naquilo que são realmente as necessidades da comunidade bravense.

Este é o oitavo ano que a equipa da Universidade Rode Island tem estado a visitar Cabo Verde, cada ano com alunos diferentes e, segundo revelou a coordenadora, o reitor da universidade tem em curso um programa de angariação de fundos para apoiar escolas aqui no país.

Este ano, num gesto de solidariedade o reitor ofereceu 1.000 dólares ao liceu Amílcar Cabral em Assomada (ilha de Santiago).

MC/FP

Inforpress/Fim