Ilha Brava: Mulheres do meio rural adquirem conhecimentos na área do empreendedorismo

Nova Sintra, 23 Ago (Inforpress) – Um grupo de mulheres das zonas rurais e mais afastadas do centro da cidade na Brava recebeu uma formação na área do empreendedorismo e meios de financiamento de negócios.

Esta formação em empreendedorismo feminino “Um passo em frente – mulheres e empreendedorismo” é patrocinada pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), e tem como objectivo capacitar as mulheres de baixa renda ou à procura do primeiro emprego.

Conforme avançou a formadora Fernanda Burgo, a diferença em termos de pensamento é enorme, comparando a forma de pensar das formandas no início e ao decorrer da formação.

“Temos todo o cuidado em escutar os seus relatos e depois dar algumas técnicas a elas, no sentido de levantar a auto-estima e mudar a forma de encarar às coisas”, explicou.

De acordo com a formadora, estas mulheres, na maioria jovens, são donas de casa, com baixo nível de escolaridade e dependente dos companheiros ou familiares, mas também, são mulheres que acreditam que “as oportunidades passam”.

Margarida Fernandes, uma das formandas, sensibilizou o grupo, no sentido de “nunca pensarem que é tarde para alcançar um objectivo ou sonho. “O segredo é ter a persistência na bagagem”, salientou.

Estas mulheres tiveram a oportunidade de ter conhecimentos não só na área do empreendedorismo, como também nas ferramentas de comunicação e várias outras áreas, que vão ajudá-las no seu dia-a-dia.

Após esta fase, que decorreu na localidade de Campo Baixo, e que teve a duração de uma semana, será realizada uma outra acção formativa, onde estas formandas receberão informações sobre os micro-organismos que podem financiar os micro-projectos.

Diolanda Vieira, confeiteira e formanda, saiu desta formação com “muita bagagem” e, com isso, adquiriu novas técnicas e “competências para gerir o negócio”.

“Já vi que o meu negócio estava um pouco desorganizado e mal gerido. Agora, com estas informações, o andar da carruagem será diferente e para melhor, com foco no empreendedorismo”, afiançou a formanda.

Uma formação similar será ministrada na zona piscatória de Lomba, com o intuito de também capacitar e ajudar as mulheres a se empoderarem, e terem o seu próprio negócio.

MC/CP

Inforpress/fim