Hospital da Praia cancela cirurgias programadas por falta de enfermeiros no bloco operatório

Cidade da Praia, 04 Set (Infropress) – O hospital Dr. Agostinho Neto cancelou, segunda-feira, algumas cirurgias programadas por falta de enfermeiros a trabalhar no bloco operatório, já que o serviço, que normalmente funciona com 17 técnicos, neste momento, só opera com onze em regime de turno.

A afirmação é do presidente do conselho de administração do Hospital Dr. Agostinho Neto (HAN), Júlio Andrade, em declarações hoje à Inforpress, para esclarecer a informação veiculada por alguns doentes quanto à suspensão de cirurgias programadas.

“O bloco operatório tem incorporado no seu serviço 17 enfermeiros, dois estão de férias e houve quatro baixas ao mesmo tempo, pelo que estamos com um défice de seis enfermeiros no bloco operatório. Com esta situação, estão programas apenas duas salas de cirurgias para podermos atender as urgências”, disse.

Segundo Júlio Andrade, trata-se de uma situação provisória que vai ser resolvida pelo Ministério da Saúde com a contratação de mais quatro enfermeiros para reforçar a equipa do bloco operatório.

Ainda segundo o responsável do Hospital da Praia, com o regresso dos profissionais que se encontram de férias e com baixa médica, a equipa do bloco operatório vai estabilizar-se.

Entretanto, informou, independentemente desta situação, o Hospital , através do seu Plano de Desenvolvimento Estratégico, pretende recrutar até 2021 cerca de 123 enfermeiros, para que o estabelecimento hospitalar possa criar um corpo de enfermagem fixo e por especialização.

A par disso, avançou, o Ministério da Saúde tem orçamentado a regularização de 55 enfermeiros no Hospital da Praia e o descongelamento de mais 60 vagas para recrutamento de mais enfermeiros.

“O processo de recrutamento deve ser acelerado para que possamos preencher todas as vagas de enfermagem, assim como de outros técnicos superiores em áreas de necessidade para o hospital”, frisou.

No entanto, antes da divulgação desta noticia, o presidente do conselho de administração do Hospital Dr. Agostinho Neto, informou á Inforpress que os quatro enfermeiros que iam ser contratados para reforçar o bloco operatório iriam começar a trabalhar esta quarta-feira.

PC/JMV
Infoprress/fim