sarıyer haberleri">

Guterres e a ONU pedem “calma e moderação” após saída de Mugabe

 

Nações Unidas, 21 Nov (Inforpress) – O secretário-geral da ONU, António Guterres, pediu hoje calma e moderação no Zimbabué na sequência da demissão de Robert Mugabe como líder do país após 37 anos no poder.

O porta-voz de Guterres, Farhan Haq disse que as Nações Unidas tomam nota da decisão de Mugabe e apela “a todos os zimbabuenses para que mantenham a calma e a moderação”.

Questionado pelos jornalistas, Haq escusou-se a falar sobre as alterações políticas no Zimbabué e possíveis consequências, dizendo apenas que a ONU espera sempre que “todos os líderes escutem o seu povo”.

“Esse é um dos pilares de todas as formas de governo e deve ser seguido em todos os continentes”, adiantou.

O Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, resignou hoje ao cargo “com efeito imediato”, anunciou o presidente da câmara baixa do Parlamento.

O anúncio feito por Jacob Mudenda foi recebido com aplausos e vivas por parte dos deputados, que se encontravam reunidos desde o princípio da tarde para iniciar o processo de destituição do presidente.

Na sua carta de demissão, lida pelo presidente da mesa do parlamento do Zimbabué, Mugabe diz que se afasta do cargo para que possa haver “uma transição de poder” tranquila.

“Eu, Robert Gabriel Mugabe (…) apresento formalmente a minha demissão de Presidente da República do Zimbabué, com efeitos imediatos. (…). Demito-me voluntariamente. (…) Esta decisão foi motivada pelo (…) meu desejo de garantir uma transição do poder sem problemas, pacífica e não violenta”, explicou Mugabe na carta de demissão.

A actual crise política no Zimbabué começou quando os militares tomaram o controlo do país na noite do passado dia 14, depois de, na semana anterior, Mugabe, de 93 anos, ter destituído o seu vice-presidente e aliado de longa data, Emmerson Mnangagwa, de 75 anos, que tinha estreitas ligações com os militares.

Mugabe, até agora o mais velho chefe de Estado do Mundo, enfrentava um processo de destituição baseado em várias acusações, entre as quais a de que teria “permitido à sua mulher usurpar o poder constitucional” ou que estaria demasiado velho para governar.

O partido no poder, o ZANU-PF, tinha destituído Mugabe como número um da formação substituindo-o por Mnangagwa, além de ter expulsado do partido Grace Mugabe e os seus aliados.

De acordo com o presidente da Assembleia Nacional do Zimbabué (câmara baixa), Jacob Mudenda, na quarta-feira será ser nomeado um substituto para Mugabe. O ZANU-PF já anunciou que Mnangagwa – que fugiu do Zimbabué após ter sido demitido – estará pronto para assumir funções no espaço de 48 horas.

Lusa/Fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon