Música: Grupo Rabelados regressa aos palcos de Cabo Verde 20 anos depois para dois espectáculos

Cidade da Praia, 07 Mai (Inforpress) – O grupo musical cabo-verdiano Rabelados está de volta aos palcos de Cabo Verde e é esperado para dois concertos, previstos para o dia 11, na Cidade de Assomada, e 12, no Parque 05 de Julho, na Cidade da Praia.

Depois de 20 anos separados, o grupo Rabelados voltou a reunir-se em Dezembro de 2017 para um show em Rotterdam, e desde lá a banda tem actuado em palcos de Holanda, França e Luxemburgo.

De volta à casa, o grupo actua no dia 11, no festival de música organizado pela Câmara Municipal de Santa Catarina, para assinalar o dia da elevação de Assomada à categoria de Cidade e a festa da sua Santa padroeira, Nossa Senhora de Fátima.

Já no dia 12, é a vez do palco do Parque 05 de Julho, onde tudo começou, segundo um dos vocalistas do grupo, Beto Dias, reunir os amantes deste conjunto musical para recordarem o passado com as músicas “Santo Amaro”, “Piteco”, “Sarabudja”, “Cada momento”, “Unidade e amor”, “Sukuru” e “Ki Vida”.

“Parque 05 de Julho, onde tudo começou, não só para o grupo de rabelados, mas para muitos outros grupos e artistas cabo-verdianos.

É um lugar espectacular, com uma inspiração incrível e é onde sinto-me músico de uma forma mais natural e mais íntimo do público”, disse o artista, num vídeo publicado na sua página nas redes sociais.

Segundo Beto Dias, 20 anos depois, hoje são um grupo “mais maduro”, “mais forte” e com “mais harmonia” no palco, e é essa emoção e experiência que vão partilhar com o público.

Apesar de o espectáculo estar previsto somente para a Ilha de Santiago, Beto Dias diz esperar que durante a permanência do grupo na Cidade da Praia surjam outros convites para participarem em eventos em outras ilhas, pois, segundo afirmou, este conjunto musical não é somente um conjunto de Santiago, mas sim é “verdadeiramente” um grupo cabo-verdiano.

O vocalista do grupo, no seu vídeo, lamentou o facto de as autoridades cabo-verdianas não terem dado o “verdadeiro valor” que este grupo merece, pois ao seu ver, este conjunto “contribuiu e muito” para a cultura cabo-verdiana.

“Chegou o tempo de reconhecer que Rabelados foi fundamental. Num momento em que o funaná estava praticamente a desaparecer, surgiu os Rabelados que deu uma grande explosão e força e motivou os outros jovens a cantar funaná”, suscitou.

Beto Dias, que já está em Cabo Verde para preparar esses dois espectáculos, disse ainda que pediram apoio para a realização deste evento na Cidade da Praia, mas ainda não tiveram qualquer patrocínio.

Neste sentido, apela ao público que compareçam em massa ao Parque 05 de Julho para apoiarem um dos grupos mais antigos do país.

O grupo nasceu em 1988, tendo gravado dois discos, Unidade y Amor (1989) e Sukuru (1995), o álbum de despedida, já que o grupo se extinguiu em 1997.

Beto Dias, Danilo Tavares, Carlos Matos, Meno Pecha, Robbert Gravenbeek e Osvaldo Delgado são actualmente alguns dos integrantes do grupo Rabelados.

AM/JMV

Inforpress/Fim