Grupo folclórico Fajá de Baixo dos Açores faz intercâmbio com associação Black Panthers

Cidade da Praia, 24 Ago (Inforpress) – O grupo folclórico Fajá de Baixo dos Açores está na cidade da Praia para fazer um intercâmbio cultural e social até o final deste mês com a associação juvenil Black Panthers.

Segundo a directora de imagens e projectos do Black Panthers, Cândida Cardoso, a intenção deste intercâmbio é trazer um conhecimento cultural desse grupo português e partilhá-lo com jovens de Cabo Verde, aproveitando este período de férias.

“Esta é a primeira vez que o grupo vem cá. Mas todos os anos fazemos intercâmbios com grupos de países diferentes. Já tinham estado cá grupos dos Países Baixos, mas cada ano trazemos novos grupos para fazer essa experiência internacional porque também conseguimos ganhar conhecimentos através das musica, da dança e da cultura”, destacou Cândida Cardoso.

Enquadrado neste intercâmbio, a associação Black Panthers e grupo Folclórico Fajá de Baixo vão desenvolver, até 31 de Agosto, várias actividades, entre as quais eventos culturais e ainda visitas turísticas para conhecerem Cabo Verde e também traçar novas parcerias.

Entretanto, conforme a responsável, devido à morte de um membro fundador da associação, parte das actividades culturais que deveriam decorrer na Várzea foram canceladas e a agenda teve que ser reajustada.

Mas, no dia 31 de Agosto, terá um espectáculo beneficente de dança, no Centro Cultural Português da Praia, protagonizado pelo grupo Folclórico Fajá de Baixo, cujas receitas vão reverter-se a favor da a associação Black Panthers.

O presidente do grupo folclórico, Herminio Miranda, espera levar de Cabo Verde um “enriquecimento cultural muito grande”.

“Vimos conhecer o que é a realidade de Cabo Verde, a sua cultura, as suas raízes, como é que as pessoas vivem e como é que as coisas se fazem no dia-a-dia e, portanto, isso tudo nos enriquece e nos ajuda a ser homens e mulheres melhores no futuro”, explicou Miranda, que quer também conhecer a associação Black Panters para preparar a recepção dos seus jovens no próximo ano nos Açores.

Fundado em abril de 1975, o grupo folclórico Fajá de Baixo tem 43 anos de existência e é um dos principais dinamizadores das danças tradicionais dos Açores, fazendo espectáculos em vários eventos culturais. Também actua nas vertentes desportiva e social.

CD/JMV

Inforpress/Fim