Governo quer transformar Cabo Verde numa plataforma especializada de organização de eventos desportivos de praia

 

Santa Maria, 12 Out. (Inforpress) – O ministro do Desporto, Fernando Elísio, reiterou hoje na ilha do Sal que o Governo quer transformar Cabo Verde numa plataforma especializada de organização de eventos desportivos de praia.

Fernando Elísio fez essas declarações na cerimónia de abertura do seminário de Secretários-gerais da Associação de Comités Nacionais Olímpicos Africanos (ACNOA), considerado “um grande evento” a este nível, a acontecer pela primeira vez em Cabo Verde, com vista à preparação do acolhimento dos primeiros Jogos Olímpicos Africanos de Praia a realizar-se em 2019.

O evento, que pretende dar directrizes a estes membros sobre a Agenda 2020 do Comité Olímpico Internacional, traz para essa discussão 54 secretários-gerais e convidados dos Comités Olímpicos de toda a África, totalizando um grupo de 100 delegados africanos.

“Queremos fazer do desporto um factor de desenvolvimento e instrumento privilegiado. O nosso foco e objectivo são transformar Cabo Verde numa plataforma especializada de organização de eventos de praia, por isso abraçamos o enorme desafio de acolher os primeiros jogos olímpicos africanos de praia”, acentuou o governante.

Segundo Fernando Elísio, o Governo quer que estas manifestações desportivas, pelas suas exigências de carácter financeiro, técnico e político, “deixem um legado” que sejam activos “importantes” de crescimento económico inclusivo e com benefícios desportivos concretos.

“Iremos apoiar e incentivar tudo o que for devidamente planificado, orçamentado e financiado, ou seja, não há espaços para improvisos e todos devem estar devidamente comprometidos”, disse.

Fernando Elísio garantiu, também, que nos próximos tempos o Governo irá reforçar a infra-estruturação e recuperação das infra-estruturas desportivas a nível nacional e a formação de quadros na área desportiva para níveis profissionalizantes, incluindo dirigentes, gestores, treinadores e outros agentes desportivos.

Por sua vez, a presidente do Comité Olímpio de Cabo Verde (COC), Filomena Fortes, fazendo uma retrospectiva das realizações deste seu mandato, destacou a atenção que o COC deu a temas fundamentais para o mundo da prática desportiva, nomeadamente o primeiro Congresso Olímpico realizado na Cidade da Praia, a primeira edição do Fórum Mulher e Desporto, formação de dirigentes desportivos, o projecto “Verde- Olimpics”, entre outros.

“ (…) Quando estivermos prontos para mudar podemos inspirar os outros a mudar. Estamos aqui preparados para mudar, para liderar a mudança no desporto”, parafraseou Thomas Bach, corroborando deste pensamento e convicção durante a sua liderança no COC.

Já o presidente da ACNOA, Lassana Paleno, disse que Cabo Verde é um país rico de inspiração, muito dinâmico e virado para o progresso.

“O entusiasmo, o acolhimento caloroso do povo cabo-verdiano nos oferecem as condições ideais para as discussões e os debates que nos esperam”, considerou.

SC/ZS

Inforpress/Fim