Governo quer reforçar o quadro de parceria com o NOSI – ministro das Finanças

Cidade da Praia, 18 de Mai (Inforpress) – O ministro das Finanças, Olavo Correia, disse hoje que o Governo está a trabalhar no sentido de “reforçar” o quadro de parceria com o NOSI, uma empresa pública que suporta todo o processo da reforma da Administração Pública.

Olavo Correia, que também tutela a Administração Pública, fez estas declarações à imprensa no final de uma visita efectuada ao Núcleo Operacional da Sociedade de Informação (NOSI), onde se reuniu com o conselho de administração.

“Precisamos de acelerar processo de modernização administrativa e a componente tecnológica é essencial e o NOSI é a empresa pública especializada nesta matéria”, afirmou o governante, acrescentando que a sua visita serviu para “reconfirmar e certificar” aquilo que o Governo está a pretender fazer no futuro e “alinhar o pensamento estratégico em relação ao processo da reforma na Administração Pública”.

Instado sobre o papel reservado ao NOSI no processo da reforma administrativa, adiantou que esta empresa, enquanto portadora de tecnologia, ajuda a encontrar “melhores soluções tecnológicas” para que o Estado possa prestar “melhores serviços aos cidadãos” nos mais diversos domínios.

“Temos projectos modernizadores para o futuro ao nível da facturação electrónica, da melhoria da gestão das receitas do Estado, da segurança documental, em que o NOSI está envolvido”, precisou o ministro das Finanças, deixando transparecer ser necessário haver um “quadro de financiamento claro para esta empresa, para que ela tenha as condições financeiras para funcionar normalmente”.

Este quadro de financiamento, prossegue o ministro, passa também pela “definição clara” daquilo que é a comparticipação do Estado no financiamento do NOSI”.

“Precisamos do NOSI como empresa pública altamente motivada e capacitada para ajudar o Governo e o Estado no processo de modernização da administração pública, com base nas soluções tecnológicas modernas”, realçou Olavo Correia, que manifestou a disponibilidade do executivo em dar todo o suporte financeiro a esta empresa para “funcionar cada vez melhor”.

Por sua vez, o PCA do NOSI, António Fernandes, garantiu à imprensa que, neste momento, a prioridade da empresa é “solidificar” o mercado interno e, só depois, alargar para novos mercados, embora já esteja a operar em cinco países africanos.

Sobre a prioridade da empresa, Fernandes adiantou que neste momento é “melhorar a qualidade do serviço que presta e satisfazer melhor os seus clientes”.

“Não podemos deixar uma pessoa sem serviço porque não há sistema”, vincou António Fernandes, dizendo que este tipo de fragilidade tem que ser eliminado do sistema do NOSI.

LC/JMV

Inforpress/Fim

karanlık gece hd izle kral arthur türkçe dublaj izle sex izle free hd porn