Governo garante que estão criadas todas as condições para a realização dos primeiros Jogos Africanos de Praia/ Sal 2019

Santa Maria, 15 Nov (Inforpress) – O secretário de Estado Adjunto do ministro de Estado, Carlos Monteiro afirmou hoje no Sal, que estão criadas todas as condições para a realização dos primeiros Jogos Africanos de Praia/ Sal 2019, a acontecer na ilha turística.

O governante deu essa garantia no acto de abertura do primeiro Seminário de Chefes de Missão que irão liderar as comitivas dos Jogos Africanos de Praia, para se inteirarem de questões ligadas à organização do evento, a que presidiu.

“No início parecia uma montanha muito grande para ser escalada. Mas o Governo de Cabo Verde vê o desporto como um investimento e não como um mero custo, uma mera despesa. Um investimento que temos a convicção irá contribuir de forma muito importante para o desenvolvimento inclusivo do nosso país”, prognosticou.

“Isso porque, queremos atrair eventos desportivos internacionais para Cabo Verde, como é o caso dos Jogos Africanos de Praia, e transformar o país, não só a nível desportivo, mas também neste sector, como uma plataforma de organização de eventos internacionais e de prestação de serviço”, acrescentou.

Carlos Monteiro faz fé que os trabalhos deste encontro decorram da melhor forma, no sentido de transformar estes primeiros Jogos Africanos de Praia em jogos que promovam a paz, a equidade do género, o fair play e jogo limpo.

“Encorajamos que os trabalhos possam seguir nesse sentido. Podem estar certos que juntos vamos conseguir organizar com um nível de excelência esta primeira edição dos Jogos Africanos de Praia. Estamos certos que vamos deixar um legado não só para o país organizador, mas também para a África e para as próximas edições que acreditamos se vão realizar”, asseverou.

Carlos Monteiro desafiou os presentes a juntarem útil ao agradável, aproveitando-se da “maravilhosa” ilha do Sal e suas praias.

Os Jogos Africanos de Praia/ Sal 2019, realizam-se sob a égide da Associação de Comités Olímpicos Nacionais Africanos (ACNOA), tendo Cabo Verde ganho a candidatura para a organização dos mesmos, contemplam 11 modalidades ligadas ao mar, nomeadamente atletismo, basquetebol 3×3, andebol de praia, ténis de praia, futebol de praia, remo no mar, futebol freestyle, karaté kata, kitesurf, e natação em águas abertas.

Estima-se que, por essa altura do ano, estarão no país cerca de duas mil pessoas ligadas aos jogos, entre atletas, dirigentes, desportivos e respectivas comitivas, bem como jornalistas de vários países do mundo.

SC/FP

Inforpress/Fim