beylikdüzü escort

Governo garante que a líder do PAICV já recebeu a proposta sobre regionalização

 

Cidade da Praia, 13 Set (Inforpress) – O Governo disse hoje que as afirmações da líder do PAICV sobre a regionalização não correspondem a verdade, uma vez que a mesma teve conhecimento da proposta a 02 de Agosto desde ano.

O ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire, que falava esta quarta-feira em conferência de imprensa na Cidade da Praia, reagia deste modo às declarações da presidente do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV-oposição), Janira Hopffer Almada, quem afirmou esta terça-feira que o seu partido não tinha recebido nenhuma proposta do Governo sobre a regionalização em Cabo Verde.

Para o governante as afirmações da presidente do PAICV são “lamentáveis” e não correspondem a verdade, uma vez que esta proposta foi discutida, debatida e partilhada, no dia 02 de Agosto, pela Comissão Paritária na qual integram os deputados do Movimento para a Democracia (MpD), João Gomes, do PAICV, Manuel Inocêncio Sousa, e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID, oposição), Oriana Pires.

O ministro, avançou que durante um dos encontros entre o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva e a presidente do PAICV, Janira Hopffer Almada, é que se decidiu criar essa comissão, frisando que não entendem porque é que a líder do PAICV disse que não teve conhecimento do projecto.

“De duas uma, ou temos um grave problema de comunicação interna dentro do PAICV, ou então a presidente só considera a si mesma a única e legítima representante do PAICV”, suscitou lembrando que a posição do Governo sobre a regionalização é clara, e que esse posicionamento é do conhecimento de todos os cabo-verdianos.

Fernando Elísio Freire afirmou que o Governo não tem problema nenhum em mandar a proposta só para a líder do PAICV, uma vez que a mesma tem agido com se o partido fosse unicamente ela.

Entretanto, indicou que o Governo não está condicionado a nenhuma agenda, proposta ou grupos, mas sim de espírito aberto para debater esta questão com todos os cabo-verdianos.

“O PAICV não tem nenhuma proposta, o Governo tem uma proposta que já apresentou aos cabo-verdianos, e é neste quadro que esperamos que haja uma atitude e sentido de responsabilidade, seriedade para que a discussão sobre a regionalização possa ser serena, tranquila e com conteúdos”, salientou.

Na ocasião, Fernando Elísio Freire explicou que tendo em conta a especificidade do país, o Governo defende que cada ilha será um Governo regional com poderes que constam na proposta, mas que o sector da segurança, defesa, relações externas e justiça são poderes da administração central.

O ministro garantiu que a ideia é fazer uma profunda reforma e reconfiguração do Estado, tornando mais próximo das pessoas, eficaz e acima de tudo que tenha capacidade de resolver os problemas locais.

Na segunda-feira, 11, o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva através da sua página oficial no facebook, informou que o Governo elaborou uma proposta de lei onde estão definidos todos os elementos necessários para conceber e operacionalizar a regionalização, nomeadamente os propósitos, o tipo de regionalização, as competências, os órgãos, a forma de eleição, entre outros.

AV/FP

Inforpress/Fim

 

Modüler Bölme Duvar Cam Bölme Duvar Jaluzili bölme duvar Jaluzili cam bölme Çocuk odası Çocuk genç odası Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu ssd vds Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon Ofis dekorasyonu