Governo está confiante que Cabo Verde será eleito membro da Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo

 

Cidade da Praia, 13 Set (Inforpress) – O Governo manifestou-se hoje confiante que Cabo Verde seja eleito membro do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo, durante a 22ª Assembleia-geral dessa organização, que acontece de 11 a 16 deste mês, em Chengdu, China.

O ministro da Presidência do Conselho de Ministros, Fernando Elísio Freire manifestou esta intenção durante uma conferência de imprensa hoje, na Cidade da Praia, quando foi abordado pelos jornalistas sobre a eleição do ministro da Economia e Emprego, José da Silva Gonçalves, como um dos vice-presidente da Assembleia-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT).

Para o governante, é uma honra Cabo Verde fazer parte dessa assembleia geral, “o que demonstra o peso e a importância que o país está a dar” ao processo de desenvolvimento do turismo a nível mundial, e aguarda com boa espectativa a eleição como membro do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo.

No seu entender, essa nomeação é mérito de todos os cabo-verdianos que nos últimos anos conseguiram fazer do turismo um sector pujante, e que coloca Cabo Verde no centro dos principais destinos turísticos no continente africano e mundial.

O ministro da Economia e Emprego, José da Silva Gonçalves, foi eleito hoje vice-presidente da Assembleia-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), cujos trabalhos se iniciaram terça-feira, em Chengdu, na China.

A eleição dos membros do Conselho Executivo daquela organização está marcada para sexta-feira, 15, e neste momento, segundo o Governo, existem “boas perspectivas” de Cabo Verde ser eleito para aquele órgão máximo da OMT, depois da Comissão para África ter colocado, esta terça-feira (por unanimidade) o arquipélago no topo de uma lista onde fazem parte países como a República Democrática do Congo, o Sudão e o Zimbabué.

A candidatura cabo-verdiana foi apresentada em Março do corrente ano ao órgão máximo da OM, pelo que as autoridades cabo-verdianas estão confiantes na eleição do país para ocupar um dos cinco lugares disponíveis para a África, no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo, conforme tinha avançado à Inforpress, o director-geral do Turismo, Carlos dos Anjos.

AV/FP

Inforpress/Fim