Futebol/Ilha do Fogo: Botafogo empata (2-2) com Valência – Académica e Vulcânico venceram os seus jogos

São Filipe, 17 Nov (Inforpress) – A “maldição” do Botafogo frente à formação de Valencia continua ao empatar a dois golos no jogo disputado no estádio 5 de Julho, a contar para a segunda jornada do campeonato regional do primeiro escalão.

Pelo histórico das duas equipas, o jogo era difícil para o Botafogo que nos últimos confrontos com Valencia não tem tido resultado positivo, tendo a equipa do Botafogo entrado a pressionar o seu adversário na tentativa de obter um bom resultado.

Com a equipa de Valencia mais sólida na defesa e a explorar o contra ataque, foi a equipa do Botafogo a chegar ao golo aos 30 minutos do primeiro tempo, por intermédio de Flávio, lateral esquerdo que na sequência de marcação de um canto saltou mais alto que os seus opositores para bater o guarda-redes Betinho e fazer o placard funcionar.

Na segunda metade o Botafogo continuou a pressionar e a procura do golo de tranquilidade e aos 14 minutos, Luisinho, aproveitou uma falha dos defensores de Valência e isolado frente ao guarda-redes atirou a contar, fazendo o 2-0.

Quando tudo encaminhava para uma vitoria “gorda” do Botafogo, a formação de Valência numa jogada de contra ataque incomoda a linha defensiva do Botafogo e na passagem do minuto 21, Flávio, que esteve no melhor e pior do Botafogo, na tentativa de fazer o corte, jogou a bola com a mão dentro da área, tendo o arbitro assinalado grande penalidade que foi convertido por Edny, reduzindo para 1-2.

Três minutos depois, a formação de Valência chegaria ao golo de igualdade, também de bola parada, com Zezito, na conversão em golo de um livre à entrada de área, não dando quaisquer hipóteses ao guarda-redes do Botafogo, fixando o resultado numa igualdade a dois golos.

Os minutos finais foram aproveitados pelo Valência para fazer anti-jogo e conservar assim o resultado que lhe interessava mais do que o Botafogo.

A anteceder este jogo, no estádio 5 de Julho, o Vulcânico, tricampeão regional recebeu e venceu o Atlético dos Mosteiros por 3-0.

Depois de ter falhado no minuto 19 do primeiro tempo, após dominado a bola na pequena área e de forma isolado, Flávio, do Vulcânico, viria a colocar a sua equipa em vantagem a passagem de meia hora de jogo.

Ainda nos minutos iniciais a equipa do Atlético viu-se obrigado a fazer uma substituição forçada do seu guarda-redes Bruno, que saiu lesionado e foi para o serviço de urgência, na sequência de um choque com o avançado do Vulcânico Kevy e ao entrar o guarda-redes substituto, Djack viu cartolina amarela.

Na segunda metade do desafio e logo no segundo minuto, Atlético ficou reduzido a 10 elementos com a expulsão do guarda-redes Djack, que viu o seu cartão amarelo por ter jogado a bola com a mão fora de área.

Mesmo jogando com menos uma unidade, a formação dos Mosteiros resistiu às investiduras do Vulcânico só viria a ampliar o resultado na passagem do minuto 39 do segundo tempo por intermedio de Adérito, que começou o jogo no banco de suplentes, o mesmo que viria a bisar três minutos depois, fixando o resultado em 3-0 para o Vulcânico.

Ainda a registar o remate à barra de um jogador do Vulcânico já no período de compensação.

Já no estádio de Monte Pelado a Académica derrotou o Desportivo de Cova Figueira por 2-0, no primeiro jogo do campeonato do primeiro escalão realizado naquela infra-estrutura desportiva, e na outra partida a formação de Baxada e de Nova Era empataram a zero golos.

Resultado dos jogos da segunda jornada realizados sábado, Desportivo 0 – Académica 2, Vulcânico 3 – Atlético 0, Baxada 0 – Nova Era 0 e Valencia 2 – Botafogo 2.

A jornada fica completa este domingo com o jogo Spartak – No Pintcha.

Académica, Botafogo, Nova Era, Vulcânico lideram com quatro pontos, seguido do Atlético e No Pintcha (com menos um jogo) com três pontos, Baxada e Valencia com um ponto, Spartak (menos um jogo) e Desportivo de Cova Figueira com zero pontos.

JR

Inforpress/Fim