Futebol: Associações confirmam presença na assembleia-geral extraordinária da Federação marcada para sábado

Cidade da Praia, 18 Ago (Inforpress) – Onze associações regionais já confirmaram a presença na assembleia-geral extraordinária da Federação Cabo-verdiana de Futebol (FCF) convocada para analisar o momento por que passa o futebol nacional.

À Inforpress, o presidente da Associação Regional de Futebol de Santiago Sul, Mário “Donnay” Avelino, um dos subscritores que formalizaram este pedido de assembleia-geral, informou que a reunião está agendada para as 09:00 de sábado, e que os clubes já confirmaram as respectivas presenças.

O documento foi rubricado por responsáveis de nove das 11 associações do país –  as excepções são a Região Desportiva Norte de Santo Antão e a Região Desportiva do Sal.

Segundo Mário “Donnay” Avelino, além de analisar o futebol nacional, o objectivo é também pôr cobro a “falta de comunicação” da direcção da FCF, liderada por Victor Osório, com as associações filiadas.

O presidente associativo, considera que a direcção federativa encontra-se fragilizada psicologicamente e que “está sem condições para continuar a dirigir o futebol cabo-verdiano mergulhado em tantos conflitos em pouco tempo de actuação”.

Todo esse imbróglio se instalou porque o jogo da primeira-mão das meias-finais entre a Ultramarina e o Mindelense não foi realizado no início de Junho, já que, depois de dois adiamentos, na terceira data prevista não apareceram as chaves para abrir os portões do estádio em São Nicolau.

Na sequência, a FCF instaurou um processo disciplinar à Ultramarina, mas o Conselho de Disciplina (CD) da FCF considerou “improcedente” a queixa, concluindo que não ficou provada que o clube teve intenção de esconder as chaves.

Por sua vez, o Mindelense também apresentou um recurso, mas o Conselho de Justiça (CJ) da FCF negou provimento ao mesmo.

Entretanto, mesmo sem se realizar o jogo da primeira mão em São Nicolau, a FCF marcou o da segunda mão em São Vicente, em que Ultramarina venceu o Mindelense por 2-0.

Na semana passada, a federação anulou o jogo realizado e mandou repetir os dois jogos das meias-finais, prorrogando, assim, a época desportiva no arquipélago, que deveria terminar no dia 31 de Julho.

E no domingo, 13 de Agosto, o Mindelense não compareceu ao jogo da primeira-mão, referente à repetição das meias-finais, o que levou o CD da FCF a eliminar os sanvicentinos e apurar a Ultramarina para a final.

A FCF marcou para este domingo, no Estádio municipal Orlando Rodrigues, o jogo da primeira-mão da final entre a Ultramarina de São Nicolau e o Sporting da Praia.

OM/CP

Inforpress/Fim