Feira de Cinzas com produtos em abundância e para todos os bolsos

 

Cidade da Praia, 13 Fev (Inforpress)- A Feira de Cinzas, que decorre ao largo do Estádio Municipal da Várzea, na Cidade da Praia, apresenta produtos variados e em abundância e com preços para todos os bolsos.

Apesar da falta de chuva que assolou o país em 2017, na Feira de Cinza e no Mercado Municipal da Praia a Inforpress constatou hoje que ambos os espaços estão bem abastecidos com produtos hortícolas, originários do interior da Ilha de Santiago.

Durante a manhã desta terça-feira, a azáfama era grande, com pessoas à procura dos melhores produtos e os melhores preços, “mais convidativos”, para confeccionar o tradicional almoço de Cinzas, em que não podem faltar o peixe seco com coco, “trotchida” (feita com feijão, ovos e óleo de coco, havendo também abundância de tubérculos e legumes cozidos), peixe seco cozido com legumes, xerém com coco e cuscuz com mel.

Segundo alguns comerciantes ouvidos pela Inforpress, este ano, mesmo com a falta de chuva, os produtos não sofreram alteração nos preços, havendo outros, porém, que acham que não, que “estão muito caros”, uma vez que um quilo de batata doce está a ser vendido por 240 escudos, a mandioca varia entre 240 e 280, couve 100 a 120, e batata inglesa entre 100 e 120 escudos.

O preço de peixe seco, um dos principais ingrediente para o almoço de Cinzas, varia entre os 700 e os 1200 escudos o quilo.

O mel, para acompanhar o cuscuz, está a ser vendido a 300 escudos o litro; a farinha de trigo para confeccionar o cuscuz pode ser encontrado por 100 escudos; a farinha para o xerém a 100 escudos; o coco entre 160 a 200 escudos por unidade, enquanto a “trotchida” oscila entre 600 a 1000 escudos.

Para algumas donas de casa, os produtos estão um “pouco puxados”, mas outras que reconhecem que o preço aplicado é o “ideal”, devido à falta de chuva.

A venda, segundo a comerciante Nilda Moniz, “está a decorrer bem”, porque, segundo explicou, mesmo com pouco dinheiro nos bolsos, os praienses fazem um esforço para comprar todos os produtos necessários para confeccionar o tradicional almoço de quarta-feira de Cinzas.

A Feira de Cinza, que arrancou na segunda-feira prolonga-se até quarta-feira, é promovida pela Câmara Municipal da Praia.

Para quem optar por não cozinhar em casa, a Câmara Municipal da Praia, em parceria com a Rank Cv e a Novatour, organizam uma Festa de Cinza em nove restaurantes da capital, designadamente, Beira-Mar Grill, Bica d´Areia, Djila, Ipanema, Quebra Cabana, Poeta Panorama, Plaza e Pescador.

A “fartura” de Cinzas é tradicionalmente comemorada nas Ilhas de Santiago e Maio.

A nível da religião, a quarta-feira de Cinzas marca o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão e ocorre 40 dias antes da Páscoa.

Normalmente, neste dia, segundo a Igreja católica, os cristãos devem iniciar o dia com jejum e abstinência e só no final do dia lançar-se na fartura.

AM/JMV

Inforpress/Fim