Inicio Sociedade Faleceu hoje em Lisboa a médica cirurgiã Helena Lopes da Silva, membro...

Faleceu hoje em Lisboa a médica cirurgiã Helena Lopes da Silva, membro do Conselho da República

Cidade da Praia, 08 Set (Inforpress) – Faleceu hoje em Lisboa aos 69 anos de idade, a Dra. Helena Lopes da Silva “Lena Pantchol”, cirurgiã há mais de trinta anos no Hospital de Santa Maria e membro do Conselho da República de Cabo Verde.

A notícia foi confirmada à Inforpress por familiares dando conta que o corpo foi encontrado esta manhã, já sem vida, no apartamento onde a malograda vivia em Lisboa.

Conforme apurou a Inforpress, a notícia da morte de “Lena Pantchol” que aparentemente gozava de boa saúde, sempre bem-disposta, apanhou desprevenido não só os familiares como uma lista enorme de amigos, provocando enorme consternação.

Também o Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca, que se encontra de visita à ilha do Maio, um amigo pessoal da malograda desde os velhos tempos de estudante, ficou “abalado” com a triste notícia da qual tomou conhecimento através da Inforpress, pelo que prometeu reagir mais tarde.

Licenciada em Medicina em 1974-75, pela Faculdade de Medicina de Lisboa, com 14 valores, Helena Lopes da Silva passou o concurso da Admissão ao Internato de Especialidade com 93% de respostas certas, tendo realizado a cirurgia geral no período de 1981/1987 com a classificação de 19 valores no exame final, sendo a 1ª classificada num grupo de cinco candidatos.

Desde então a esta parte foi desenvolvendo um enorme curriculum em crescendo, sendo membro do Colégio de Especialidade de Cirurgia da Ordem dos Médicos desde 1993.

Nos anos lectivos de 1982 e 1983, a convite da Direcção da Escola de Enfermagem Calouste Gulbenkian, lecciona a Cadeira de Patologia Médico-Cirúrgica ao Curso de Equiparação do Curso de Enfermagem Psiquiátrica ao de Enfermagem Geral.

Entretanto, a sua actividade cirúrgica abrange toda a cirurgia geral gastrointestinal, ginecológica, da glândula tiroideia, da parede abdominal e das varizes, tendo contabilizado ao longo da sua carreira profissional mais de 4000 (quatro mil) cirurgias como cirurgiã e milhares de ajudas como ajudante e várias centenas como ajudante sénior dos internos em formação e de especialistas mais jovens.

A sua formação cirúrgica foi iniciada oficialmente em 1981, portanto há 37 anos, e fazia questão de sublinhar o facto de ter integrado no Serviço de Patologia Cirúrgica dirigida à época pelo Prof Celestino da Costa, integrada na equipa do Dr. Diaz Gonçalves com os Assistentes Drs. Rocha Pires e José Mendes do Vale, com quem trabalhou a sua graduação em Assistente Hospitalar.

Entrou para o Conselho da República de Cabo Verde a convite do Presidente Jorge Carlos Fonseca, órgão consultivo que é constituído ainda pelo primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, presidente do Supremo Tribunal de Justiça, enquanto Presidente do Tribunal Constitucional, pelo antigo Presidente da República, Pedro Pires, pelo Procurador-Geral da República, pelo provedor da Justiça, pelo presidente do Conselho Económico e Social e ainda pelo arquiteto Frederico Hopffer Almada.

Inforpress/Fim