Encontro de Empresários da China e os Países de Língua Portuguesa foi um sucesso – Ana Barber

 

Cidade da Praia, 17 Jun (Inforpress) – A presidente da Cabo Verde TradeInvest disse hoje que o Encontro de Empresários da China e os Países de Língua Portuguesa, a decorrer na capital cabo-verdiana foi “um sucesso”, destacando a assinatura dos dez protocolos rubricados no evento.

A declaração foi feita aos jornalistas por Ana Barber, no âmbito Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que decorre de 16 a 18 de Junho na Cidade da Praia.

Para esta representante, o encontro vai servir não só para estreitar laços entre esses países, mas também, conseguir concretizar parcerias e protocolos.

“Foram assinados dez protocolos e muitos vão ser rubricados depois. Significa que, realmente, foi um sucesso da parte da China, dos congéneres (Angola, Moçambique, Guiné e entre outros), disse, realçando que saíram do evento “realizados”.

Adiantou ainda que houve “um interesse enorme” para investimentos com a assinatura dos acordos, defendendo a “vantagem” não só por parte de Cabo Verde, mas também de outros países presentes no evento, nas áreas como turismo, indústrias, energias renováveis, agro-negócios, pesca, economia azul e entre outros.

A presidente da Cabo Verde TradeInvest considerou o número de assinatura conseguido em dois dias do encontro, como um “dinamismo enorme” entre estes países, realçando que é este o objectivo da realização deste encontro.

Instada para quando serão concretizados os projectos rubricados, Ana Barber respondeu que este constitui o primeiro passo de “conhecimento e saber” que as partes precisam para posteriormente executar a parte prática.

“A prática vai agora depender de um plano que as empresas possuem, para, a partir daí, trabalhar em conjunto, relativamente à abertura de empresas em Cabo Verde”, sublinhou, Ana Barber acrescentado que os empresários já questionaram sobre as informações para a abertura dos negócios no país.

Fez saber, ainda, que existe em Cabo Verde uma “grande potencialidade” no que concerne a investimentos, uma vez que já foi “escolhida e identificada” o que é o “primeiro passo”, para posteriormente trabalhar no “business plan”, que vai começar e com o acompanhamento da Cabo Verde TradeInvest.

“É importante pensar não só na concretização, mas também no investimento e desenvolvimento”, acrescentou.

Relativamente à Cabo Verde, Ana Barber apontou a capacidade de investir presente no país, e a procura de sinergias e parcerias que as empresas internas precisam neste momento, levando em conta o financiamento por parte de alguns países e bancos cabo-verdianos.

No Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa foram assinados dez protocolos nomeadamente, acordo de fortalecimento de cooperação e intercambio, acordo institucional, contacto para identificar um fornecedor de café e cooperação para planeamento, construção e futura gestão do Hospital privado no Djéu, Gamboa.

Cooperação para a criação da aliança de serviços jurídicos do interior da República Popular de China, de Macau e dos CPLP, colaboração para apoio na informação networking, inovação, cooperação e empreendedorismo, foram entre outros protocolos rubricados esta tarde na Cidade da Praia.

AF/CP

Inforpress/Fim