Embaixador dos EUA assegura que seu país não vai instalar nenhuma base militar em Cabo Verde

Cidade da Praia, 05 Set (Inforpress)- O embaixador dos Estados Unidos da América em Cabo Verde, Donald Heflin, assegurou hoje que o seu país não vai instalar nenhuma base militar no arquipélago no âmbito do novo ‘Status Of Forces Agreement’ (SOFA).

O diplomata, que falava à Inforpress, para fazer o balanço da sua missão que termina na segunda-feira, 10 de Setembro, assegurou que os EUA não pretendem implementar no arquipélago nenhuma base militar e que o novo acordo assinado entre os Governos dos dois países, em Setembro do ano transacto, é “legal” e respeita a Constituição da República.

Donald Helfin disse que o debate gerado à volta deste acordo “é normal”, mas sublinhou que poderá haver outras influências e uma campanha anti-americana sobre esta questão, sendo certo que certas pessoas, destacou o diplomata, não entendem que no mundo globalizado de hoje, Cabo Verde não só precisa de apoio como colaborar com outros países a nível da segurança.

O diplomata avançou que, para além de Cabo Verde, o seu país tem também um acordo de segurança e com Estatuto de Forças com o Senegal e Portugal.

O novo acordo de Estado de Forças e Diálogo da Parceria EUA-Cabo Verde foi assinado a 25 de Setembro, em Washington, pela secretária de Estado Adjunto para Assuntos Político-militares norte-americano, Tina Kaidanow, e pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Defesa e Comunidades, Luís Filipe Tavares, na presença do secretário de Estado Adjunto dos EUA, Rob Scott, e primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva.

O SOFA vai permitir o combate do tráfico ilícito, segurança marítima, fornecimento e assistência humanitária na região da África Ocidental e define os termos da cooperação militar com os EUA e o estatuto dos soldados norte-americanos em território cabo-verdiano.

O novo acordo fortalece ainda a cooperação para a defesa na África ocidental e ilustra a força duradoura da parceria de segurança entre os dois países numa região “muito importante”.

AV/JMV

Inforpress/Fim