sarıyer haberleri">

Donald Trump adia política de importação de presas de elefantes africanos

 

Washington, 18 Nov (Inforpress) – O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou, na passada sexta-feira, que vai adiar promulgação da lei que permite a importação de presas de elefantes africanos.

Citado pela agência Associated Press, Donald Trump afirmou que vai diferir a nova regra até avaliar “todos os factos de conservação”.

No dia 16 de Novembro, a administração norte-americana avançou que iria permitir a importação de partes de corpos de elefantes africanos caçados em desporto, referindo que encorajar os caçadores pode ajudar as espécies vulneráveis.

Em comunicado, o serviço de Vida Selvagem dos Estados Unidos anunciou, na altura, que ao permitir que os elefantes dos Zimbabué e da Zâmbia sejam trazidos como troféus, conseguiria recolher fundos para programas de conservação das espécies.

“A caça desportiva legal e bem regulamentada, como parte de um programa de gestão, pode beneficiar determinadas espécies, proporcionando incentivos às comunidades locais para conserva essas espécies e colocar as receitas de volta à conservação”, sublinhou.

A nova política, que se aplica a elefantes africanos mortos entre Janeiro de 2016 e Dezembro de 2018, vem romper com a proibição imposta pelo Governo de Barack Obama em 2014.

Os defensores dos direitos dos animais, alguns grupos ambientalistas, bem como o próprio Partido Republicano criticaram a decisão de Trump.

O presidente do comité de Negócios Estrangeiros da Câmara de Representantes, Ed Royce, classificou a decisão como um “movimento errado, na hora errada”.

O Presidente dos Estados Unidos reagiu, através da rede social ‘Twitter’, afirmando que a política “estava em estudo há anos” e que a mesma ficaria “em espera”, até ser analisada com o secretário de Estado do Interior, Ryan Zinkie.

Por sua vez, Ryan Zinkie emitiu uma nota, na qual afirmava que, de acordo com todas as leis, regras e regulamentos aplicáveis, a emissão de licenças ficava suspensa até a decisão ser revista.

O elefante africano foi classificado como ameaçado na Lei de Espécies Ameaçadas dos Estados Unidos, desde 1979.

O número de elefantes africanos diminuiu de cerca de cinco milhões há um século para cerca de 400 mil, número esse que continua a diminuir a cada ano. De acordo com as Nações Unidas, cerca de 100 mil elefantes foram mortos entre 2010 e 2012.

Lusa/Fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon