Inicio Cultura Documentário “Hora di Bai” nomeado na 13ª edição do Festival Rencontres du Film Court em Madagáscar

Documentário “Hora di Bai” nomeado na 13ª edição do Festival Rencontres du Film Court em Madagáscar

Cidade da Praia, 24 Mar (Inforpress) – O documentário “Hora di Bai”, de Samira Vera Cruz, é um dos nomeados na categoria de Zébu D’Or de melhor documentário, no Festival Rencontres du Film Court, que acontece de 13 a 21 de Abril, em Madagáscar.

Segundo o site da organização, está é a primeira participação de Cabo Verde neste festival, onde marcam presença 18 países africanos com obras cinematográficas.

“Hora de Bai” (2017), uma curta-metragem vencedora do concurso PALOP-TL UE, no âmbito das comemorações do 25º aniversário da cooperação dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa – Timor Leste (PALOP-TL) com a União Europeia (UE), é uma expressão que se refere ao “evasionismo” do povo de Cabo Verde.

O filme, da realizadora e produtora cabo-verdiana Samira Vera Cruz, retrata a “destruição iminente do bairro 6 de Maio e dos laços dos seus residentes”.

Para a Parallax Produções, uma nomeação destas é uma “grande vitória”, sendo a primeira vez que o documentário se encontra em competição e participa num festival francófono.

“África e o mundo” é o tema desta 13ª edição do troféu “Goldem Zebu”, que será atribuído a cada vencedor em cada categoria, nomeadamente a ficção pan-africana, a animação pan-africana, o documentário pan-africano e o prémio público.

O comité de jurados seleccionou oito documentários, 11 filmes de ficção e cinco filmes de animação para a competição.

O critério baseou-se na qualidade do trabalho e na importância que a África tem no fundo de casa história.

Durante os dias do festival, informou a organização, sessenta e cinco actividades vão acontecer como projecções, reuniões e workshops, nas diferentes partes da capital.

AM/CP
Inforpress/Fim