Direcção Nacional do Ambiente condecora entidades que têm ajudado Cabo Verde na conservação da biodiversidade

Cidade da Praia, 21 Mai (Inforpress) –  A Direcção Nacional do Ambiente (DNA) vai assinalar o Dia Internacional da Biodiversidade com condecoração a várias entidades nacionais e internacionais que ao longo do tempo têm ajudado Cabo Verde na conservação da biodiversidade no país.

O anúncio foi feito hoje em declarações à Inforpress pelo ponto focal da Convenção da Biodiversidade em Cabo Verde, Sónia Araújo, explicando que a condecoração será feita no Dia Internacional da Biodiversidades, 22 de Maio, este ano comemorado sob o lema “Celebrando 25 anos de conservação da biodiversidade”.

Governo da Holanda, Governo Regional das Canárias, Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA), Instituto Nacional de Desenvolvimento das Pescas (INDP), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Forças Armadas de Cabo Verde, Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) são, de entre outras, as entidades a serem condecoradas.

“São as entidades que têm trabalhado em prol da biodiversidade em Cabo Verde que queremos destacar porque, ao longo dos anos, como parceiros, têm ajudado o país na formulação de documentos estratégicos e políticas a nível da conservação da biodiversidade com melhores informações e mais conhecimento nesta matéria”, explicou.

Segundo o ponto focal, durante a cerimónia de condecoração que terá lugar nas instalações da DNA, na Cidade da Praia, vai ser feito “um pequeno historial” dos trabalhos que as mesmas entidades têm feito ao longo dos anos em Cabo Verde, entretanto, solinhou que várias outras organizações têm trabalhado com o arquipélago.

“Não queremos de forma nenhuma não reconhecer as outras que têm trabalhado, mas queremos destacar essas que têm ajudado o país de forma estruturante, visando a mudança de paradigma e pensamento, assim como uma virada que fez com que o país olhasse a conservação da biodiversidade de uma forma diferente”, frisou.

Em relação ao lema deste ano, “Celebrando 25 anos de conservação da biodiversidade”, Sónia Araújo esclareceu que é uma forma de alertar e lembrar as pessoas sobre a necessidade de conservação da biodiversidade, que tem sido feita por várias organizações, mas que no futuro é preciso que outras possam continuar esse trabalho.

O Dia Internacional da Biodiversidade foi proclamado pelas Nações Unidas a 22 de Maio de 1992, dia em que se adoptou o texto final da Convenção da Diversidade Biológica, sendo que Cabo Verde ratificou a referida Convenção em 1995.

O lema de 2017 foi “Biodiversidade e turismo sustentável”, de 2016 “Integração da biodiversidade para apoio às populações e aos seus meios de subsistência”, de 2015 “Biodiversidade para o desenvolvimento sustentável”, de 2014 “Água e biodiversidade” e 2013 “Biodiversidade Insular”.

DR/ZS

Inforpress/Fim