Dia Internacional da Árvore: CMP propõe sensibilizar famílias sobre importância de espaços verdes nas cidades

Cidade da Praia, 21 Mar (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal da Praia (CMP) quer que as famílias da capital estejam sensibilizadas sobre a importância de ter espaços verdes nas cidades, exortando a cada uma a plantar uma árvore em frente à casa.

Para sensibilizar essas famílias é que a autarquia aproveitou este Dia Internacional da Árvore e da Floresta, hoje assinalado e, este ano, com o tema “Florestas e Cidades Sustentáveis” para levar a cabo uma campanha de plantação de árvores no bairro da Cidadela, com participação dos alunos e colaboradores da CMP.

“É um acto simbólico que queremos que incentive as famílias a plantarem árvores e ter espaços verdes na nossa cidade”, disse Óscar Santos em declarações à imprensa durante a campanha, frisando que a câmara tem feito um “esforço enorme” para ter espaços verdes, por isso, defendeu que “se cada família na Cidade da Praia plantasse uma árvore à frente da sua cada, em alguns anos a cidade estaria mais verde e mais agradável”.

Ao todo são 160 árvores a serem plantadas, em alusão aos 160 anos da Cidade da Praia, segundo o vereador do Ambiente e Saneamento, Paulo Velhinho, que esteve também presente no evento, sublinhando que a câmara tem “apostado forte” no embelezamento da cidade, através da arborização com árvores resilientes que não precisam de muita água para sobreviver.

Para além dessa campanha, a Câmara Municipal da Praia tem em curso um leque de actividades para assinalar a data, sendo que nesta área tem dado formação em micro-jardinagem para incentivar as pessoas a plantarem árvores e a tornar a cidade cada vez mais verde.

Segundo dados oficiais, Cabo Verde dispõe, actualmente, de cerca de 90 mil hectares de áreas com florestas (área equivalente a 90 mil campos de futebol), representando 23 por cento da superfície do território do arquipélago, o que faz com que uma boa parte da população do meio rural dependa delas para a sua subsistência.

O objectivo da comemoração do Dia Internacional da Árvore e da Floresta é o de sensibilizar a população para a importância da preservação das árvores, quer ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos, sendo que a estimativa é de que 1000 árvores adultas absorvem cerca de 6000 kg de CO2 (dióxido de carbono).

Por outro lado, 30% da superfície terrestre está coberta por florestas que são apelidadas de “pulmões do mundo”, não apenas pela sua função de manutenção e renovação dos ecossistemas, como também pela sua importância em áreas estratégicas como a economia e a produção de bens e alimentos.

A celebração desta efeméride começou a 10 de Abril de 1872, no Estado do Nebraska, Estados Unidos, através do seu mentor, o jornalista e político Julius Sterling Morton, que incentivou a plantação ordenada de árvores no Nebraska, promovendo o “Arbor Day” (Dia da Árvora).

Entretanto, a Assembleia Geral das Nações Unidas veio a proclamar o 21 de Março como o Dia Internacional da Árvore e das Florestas, em 2012, visando aumentar a consciência da importância de todos os tipos de florestas e, nesta data, cada país é incentivado a realizar esforços locais, nacionais e internacionais para organizar actividades que envolvem florestas e árvores, como as campanhas de plantação de árvores.

DR/ZS

Inforpress/Fim