Cidade da Praia, 17 Fev (Inforpress) - A FIBA-África aceitou o pedido de Cabo Verde para participar nas eliminatórias de qualificação para o Afrobasket2017, facto que se traduz no recuo na decisão da federação de não inscrever a seleção por falta de dinheiro.

A informação foi avançada hoje à Rádio de Cabo Verde (RCV) por Henry Gomes, membro do departamento africano da Federação Internacional de Basquetebol (FIBA-África) e que já foi presidente da Assembleia Geral da Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB).

"Efetivamente, vi a circular da FIBA-África que diz que a solicitação de Cabo Verde (para participar nas eliminatórias do Afrobasket) foi aceite", informou Henry Gomes.

No início do mês, a Federação Cabo-verdiana de Basquetebol (FCBB) decidiu não inscrever a seleção nas eliminatórias do Afrobasket, alegando falta de dinheiro e dívidas da anterior direcção.

A decisão gerou muita polémica no país e não agradou principalmente os jogadores selecionáveis, tendo um grupo de antigos atletas, liderados por Rodrigo Mascarenhas, iniciado contactos para formar uma equipa “Ad hoc” para liderar o basquetebol cabo-verdiano e ainda levar a seleção à fase de qualificação.

Na semana passada, o Tribunal e a Polícia Nacional estiveram na sede da FCBB para penhorar alguns bens para saldar as dívidas contraídas pela federação, que nos 12 anos anteriores foi liderada por Kitana Cabral.

No mesmo dia, os membros da direção da FCBB, liderados por André Delgado, colocaram os seus cargos à disposição e convocaram uma assembleia geral extraordinária eletiva para o prazo de 60 dias.

A direção demissionária ainda realizou um encontro com o director-geral dos Desportos, Anildo Santos, e o Governo enviou um pedido à FIBA-África para avaliar a possibilidade de se integrar a seleção sénior masculina do arquipélago nas eliminatórias.

Segundo Henry Gomes, o pedido foi aceite e Cabo Verde tem até a próxima segunda-feira, dia 20, para confirmar a participação no apuramento para a prova máxima de seleções de basquetebol em África.

O responsável da FIBA-África avançou que as eliminatórias vão acontecer em dois minicampeonatos, o primeiro de 17 a 19 de Março, em Bamako (Mali), e o segundo de 24 a 26 de Março, em Dakar (Senegal).

A Guiné-Conacri será a outra equipa da Zona II Africana a participar no torneio qualificativo.

Henry Gomes salientou que se Cabo Verde tivesse participado o seu interesse desde o início, seria realizado um sorteio com jogos em casa e fora, mas agora será o país a adaptar-se ao figurino de grupos de quatro, mas que inicialmente foi programado a três seleções.

Os dois vencedores do conjunto dos dois minicampeonatos qualificam-se para o Afrobasket, que será disputado de 19 a 30 de agosto em Brazzaville, no Congo.

Inforpress/Lusa/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.