Deputados do MpD congratulam-se com novas medidas de regulamento do mercado da Praia

Cidade da Praia, 12 Jan (Inforpress) – Os deputados do Movimento para a Democracia (MpD-poder) para o circulo eleitoral de Santiago Sul congratularam-se hoje com as novas medidas de regulamento do mercado da Praia, que irão garantir mais saúde pública aos clientes e vendedores.

Segundo Carlos Monteiro, o presidente da Câmara Municipal da Praia tem todo o apoio do grupo parlamentar do MpD, porque entendem que é preciso reorganizar a cidade uma vez que a mesma tem estado em constante crescimento e, com os investimentos que irá receber nos próximos tempos são necessárias medidas que visam colocar ordem.

O deputado nacional, que falava aos jornalistas à margem do encontro que tiveram esta tarde com o edil praiense, Óscar Santos, no âmbito da preparação do debate parlamentar deste mês, adiantou que essas medidas vão garantir mais saúde pública para as vendedeiras e os clientes.

“A câmara tem todo o nosso apoio, porque é preciso melhorar, reorganizar, sendo que, recentemente, o mercado municipal esteve em obras de remodelação, com novos equipamentos, como acesso à Internet (…), mas de repente começou a decair a qualidade e as condições dos serviços prestados“, explicou.

De acordo com Carlos Monteiro, perante este cenário, a autarquia teve de tomar medidas para colocar ordem, uma vez que as vendedeiras receberam formação de salubridade e regras de higiene e tinham conhecimento dessa medida.

“Para termos um mercado de qualidade para uma cidade capital, o caminho tem que ser este”, advogou, frisando que a câmara está ciente que poderá haver alguma dificuldade uma vez que o mercado tinha o dobro da sua capacidade.

Outros assuntos que também preocupam os deputados do partido no poder é a questão do saneamento, a rede de esgotos, mas, sobretudo, o aeroporto internacional da Praia, que tem uma pista “muita pequena” para as demandas que a Cidade da Praia tem para os próximos anos.

“Achamos que já é altura de começamos a pensar nesse assunto, uma vez que a cidade capital começa essa pressão”, precisou lembrando que a Cidade da Praia tem o dobro da população da ilha de São Vicente.

AV/CP

Inforpress/Fim