Denúncias de abuso sexual contra menores diminuíram em 50% no primeiro trimestre de 2018 – ICCA

Cidade da Praia, 04 Jun (Inforpress) – A presidente do Instituto cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), Maria José Alfama disse hoje que as denúncias de abuso sexual contra menores diminuíram no primeiro trimestre de 2018 em 50 por cento em relação ao ano 2017.

Maria José Alfama fez esta observação quando falava esta segunda-feira na cerimónia de apresentação pública do “Guia para cobertura jornalística em matéria de violência sexual contra crianças e adolescentes” que teve lugar na Cidade da Praia, no âmbito do Dia Nacional Contra o Abuso e Exploração Sexual de Menores, que se assinala a 04 de Junho.

Segundo a presidente do ICCA, no primeiro semestre de 2018 a instituição registou apenas 36 casos de denúncia de violação de menores, quando no ano passado o número de registo foi o dobro.

“Nós estamos a trabalhar para que haja denúncias, mas quando avaliamos os dados e vimos que a denúncia diminuiu, não nos sentimos felizes porque continuou a haver violação”, disse, acrescentando por outro lado, se sentir feliz, no entanto, por saber que houve divulgação sobre a matéria.

Para a presidente do ICCA, a utilização do instrumento prevenção é fundamental para garantir o desenvolvimento integral das crianças e adolescentes.

Os últimos dados de 2017 divulgados pela Polícia Nacional, indicam que os crimes de abuso sexual de menores em Cabo Verde aumentaram sete por cento (%), tendo sido registados 126 casos, mais oito do que no ano anterior.

Dos 119 agressores identificados, 92% são do sexo masculino e 64% têm idade inferior a 30 anos, sendo que 91% das vítimas são do sexo feminino e 30% têm menos de 12 anos.

PC/FP

Inforpress/fim