Delegação do Parlamento da Estónia visita Cabo Verde para projectar futuras relações de cooperação

Cidade da Praia 22 Ago (Inforpress) – Uma delegação do Parlamento da Estónia efectua quinta-feira, 23, uma visita a Cabo Verde para estabelecer relações de amizade e projectar futuras acções de cooperação com o Parlamento cabo-verdiano.

A informação foi avançada à Inforpress pelo presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, que asseverou que esta missão, que será chefiada pelo “destacado membro” do Parlamento da Estónia Mart Nutt, enquadra-se no plano de abertura do Parlamento cabo-verdiano e na consolidação e promoção da diplomacia parlamentar.

Segundo adiantou, o encontro servirá para debater essencialmente a realidade dos dois parlamentos que, conforme disse, encontram-se no processo de reforma parlamentar.

No seu entender, neste momento a diplomacia parlamentar é o “elemento fundamental” da construção de todo o aparelho da diplomacia cabo-verdiana, daí a necessidade de o Parlamento aproximar-se dos parlamentos dos vários países do globo.

“Hoje os parlamentos não têm que estar encerrados em paredes, nós como uma democracia representativa temos uma função muito importante e é neste quadro que temos tido aproximação de vários países do mundo”, disse, defendendo que necessidade de se melhorar a imagem dos parlamentos, estabelecendo as relações directas entre o parlamento e a sociedade.

Para Jorge Santos, se actualmente Cabo Verde é um país “de referência a nível mundial”, com uma democracia “moderna e avançada” e avaliado como sendo um país de “boa governança”, deve-se ao facto de existir no arquipélago um Parlamento que classificou de “plural e em evolução”.

“Não nos damos por satisfeitos com a designação do nosso parlamento como um exemplo principalmente no nosso continente, queremos estar entre os melhores parlamentos modernos do mundo”, sintetizou Jorge Santos, daí a procura de aproximação à Estónia, Canadá e EUA, entre outros países, que são parlamentos “modernos” e casas de representatividade das suas próprias populações.

Mart Nutt tem sido uma “presença marcante” no parlamento do seu país, logrando ser eleito por seis vezes consecutivas, um feito que vem dos anos 90, o que lhe valeu o cargo de responsável do Comité Constitucional e do Comité de Assuntos da União Europeia.

O referido político estoniano é também membro da missão de Darfur (Sudão), do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas e da Comissão Europeia contra o Racismo e a Intolerância e principal organizador da Conferência Anual sobre Direitos Humanos.

CM/AA

Inforpress/Fim