Cidade da Praia, 20 Mar (Inforpress) - A coordenadora Residente das Nações Unidas (NU) em Cabo Verde manifestou a Inforpress o interesse em “trabalhar muito perto com a rede Laço Branco”, na criação de uma sociedade cabo-verdiana livre de violência baseada no género (VBG).

À Inforpress, Ulrika Richardson-Golinski disse que com este envolvimento pretende-se unir energias e estratégias para uma sociedade cabo-verdiana “mais igual e mais pacífica, onde mulheres e homens vivem juntos numa harmonia e sintonia total”.

Enquanto um dos parceiros iniciais na criação“Rede de Homens pelo fim da violência baseada no género - Laço Branco”em Cabo Verde, a ONU, segundo a coordenadora residente, considera que este engajamento de homens a juntar-se à esta luta para a igualdade do género “é fundamental” para este propósito.

Isto porque, atestou, as NU acreditam que sem o envolvimento total dos homens torna-se praticamente impossível chegar a ter a igualdade do género, razão pela qual saúda o Laço Branco em Cabo Verde, pela forma como tem sido contextualizada a realidade cabo-verdiana, esperançada em como a rede esta a fazer “um excelente trabalho”.

Para as Nações Unidas, que têm estado a trabalhar com esta a associação desde a sua criação, trata-se de uma parceria, visando o reforço da igualdade do género, com uma visão alargada para leis, mas também pela mudança de atitude de comportamento.

Ainda assim, entende ser necessário buscar novas formas de masculinidade, de “como ser homem e mulher juntos” sem se verificar este “desequilíbrio histórico, baseados em abusos de poderes que tem como consequências abuso físico, violência sexual e psicológico”.

Clóvis Silva foi eleito na tarde de domingo onovo presidente da “Rede de Homens pelo fim da violência baseada no género - Laço Branco” durante a segunda assembleia geral realizada na Cidade da Praia que ditou a renovação dos seus órgãos.

SR/CP

Inforpress/Fim

estatuto

Assinaturas Inforpress

paywall4

01Notícias Relevantes Fique sempre informado sobre os principais acontecimentos de Cabo Verde e do Mundo.

02Informação de Qualidade Produzimos informação com independência, rigor e qualidade.

03Diversidade de Cobertura Pomos à disposição do público informação actualizada sobre os mais variados aspectos.