sarıyer haberleri üsküdar evden eve nakliyat

Cooperação económica e comercial é um pilar essencial para estreitar as relações entre China e países lusófonas – Fórum Macau

 

Cidade da Praia, 16 Jun (Inforpress) – A secretária-geral do Fórum Macau, Xu Yingzhen, considerou hoje, na Cidade da Praia, que a cooperação económica e comercial é “um pilar essencial” para estreitar as relações entre a China e os países de língua portuguesa.

No seu discurso no acto de abertura do Encontro de Empresários para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, que decorre até domingo, Xu Yingzhen sublinhou que este encontro tem um papel muito importante na promoção de parcerias e oportunidades de negócio.

Segundo a responsável, a cooperação entre a China e os países de língua portuguesa constitui “a principal tarefa do Fórum de Macau que, através do seu secretariado, tem vindo a envidar esforços para alargar o âmbito de cooperação” entre a China e os países de língua portuguesa.

A China pretende estreitar a cooperação com os diversos países do mundo, a fim de promover a globalização de uma economia mais inclusiva e contribuir com o seu esforço para o estado do desenvolvimento global, afirmou a secretária-geral do Fórum Macau.

Em 2016, as trocas comerciais entre a China e os países de língua portuguesa atingiram cerca de 100 mil milhões de dólares americanos, informou Xu Yingzhen aos participantes do Fórum.

A secretária-geral do Fórum Macau informou igualmente que neste momento o saldo de investimento das empresas chinesas nos países lusófonas é de cerca de 50 mil milhões de dólares americanos.

“Espero que os participantes do Fórum aproveitem a singularidade de Macau, enquanto plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa”, adiantou.

Por sua vez, o vice-presidente do Conselho para Promoção do Comércio Internacional da China (CCPIT), Zhan Gwei, disse que através do Fórum os participantes podem aproveitar “as boas relações” entre os países lusófonos e a China para estabelecer e reforçar parcerias económicas e comerciais.

“Os nossos investimentos directos nos países de língua portuguesa têm vindo aumentar gradualmente nos últimos anos”, confirmou Zhan Gwei.

Zhan Gwei, que sublinhou a importância da participação da China no Fórum da Cidade da Praia, disse que a África dispõe de várias vantagens em termos de investimentos que podem ser aproveitadas pelos empresários chineses.

No caso concreto de Cabo Verde, Zhan Gwei disse que pode desenvolver a cooperação nas áreas de economia marítima, energias renováveis, pesca, entre outros sectores de investimentos.

Na ocasião, Zhan Gwei disse ainda que a China tem estado a participar no Fórum de Macau desde o inicio, em 2005, porque é “uma plataforma muito importante” para estreitar as relações entre os empresários.

“Através desta plataforma registamos um aumento no volume das trocas comerciais e os empresários têm mostrado interesse em participar neste Fórum. Espero que os empresários aproveitem este encontro para fazer mais negócios e estabelecer mais parcerias”, salientou Zhan Gwei.

Durante o encontro da Cidade da Praia, serão realizados workshops em que cada participante terá a ocasião de apresentar as oportunidades de negócios, assim como a possibilidade de investimento que o seu país oferece.

Está previsto também o desenvolvimento de alguns painéis, como a economia azul e sector das pescas, financiamento ao sector privado, industrialização e Cabo Verde como plataforma para a facilitação de negócios entre a China e os países de língua portuguesa, apresentação do fundo de desenvolvimento do fórum de Macau, pela CDB Capital.

JL/JMV

Inforpress/Fim

%d bloggers like this:
Modüler Bölme Duvar Açık ofis bölme sistemleri Ofis Bölme Sistemleri Jaluzili cam bölme Cam bölme duvar Jaluzili bölme duvar Çocuk odası Diş polikliniği dekorasyonu Ofis dekorasyonu Hastane dekorasyon Ev dekorasyonu Sivas prefabrik Mutfak dekorasyonu Ofis dekorasyonu İç mimari dekorasyon