“Ciência de Verão” marca reabertura da Casa da Ciência em São Vicente

Mindelo, 16 Jul (Inforpress) – A Casa da Ciência reabriu hoje as portas, em São Vicente, com o programa “Ciência de Verão”, uma actividade que permite as crianças, durante as férias, fazerem “experiências variadas” tanto fora como dentro de laboratórios.

Esta instituição da Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), que esteve encerrada devido as obras nas instalações da universidade, retoma, assim, o funcionamento, que se enquadra em mais uma actividade para as férias grandes na ilha.

“A Uni-CV entende que é sempre bom aproximar a ciência da criança e tentar ocupar as férias de uma forma diferente e lúdico, em que colocam a “mão na massa” e aprendem alguma coisa”, explicou o coordenador administrativo da Casa da Ciência, Ronaldo Araújo.

A ideia, segundo este responsável, é “dar oportunidade à tentativa e o erro, em que se pode os conjugar de uma forma muito interessante”, conseguidos através de experimentos variados.

Assim, a partir de hoje até 18 de Agosto, crianças dos 5 aos 16 anos têm a possibilidade de conviver de perto com a ciência, tanto num espaço externo com experiências em roldanas, parabólicas e outras, como também em laboratórios de física, química, biologia, geologia e ainda uma oficina com impressoras 3D.

Como outras das novidades, o “Ciência de Verão” apresenta ainda a “física no dia-a-dia”, uma vertente do programa que retrata os espaços existentes numa casa, como escritório, cozinha, quarto, onde se pode encontrar material para “grandes experimentos”.

“A ciência está ligada ao nosso dia-a-dia, mas não nos apercebemos muito disso. A Casa da Ciência dá essa oportunidade, de interagir com a ciência de forma divertida e descontraída”, avançou Ronaldo Araújo, que destaca o facto dessa actividade ser disponibilizada gratuitamente aos mindelenses.

Uma oportunidade aproveitada por Ticiane Martins, 12 anos, que afirmou sempre gostar das áreas de física, química, mas quer “obter mais conhecimentos” com as novas experiências que hoje teve contacto.

As inscrições para essa primeira edição do “Ciência de Verão” ainda encontram-se abertas, mas, como adiantou Ronaldo Araújo, esperam contar com a participação de crianças da Uni-CV Kids, outra actividade a desenrolar dentro da universidade, e ainda da Academia Livre das Artes Integradas do Mindelo (ALAIM).

Marca-se, assim, com esta actividade, a “abertura definitiva” da Casa da Ciência ao público, instituição que existe desde 2016, e que tem como objectivo, segundo o coordenador administrativo, “colmatar a deficiência” da parte prática nas escolas básicas e secundárias.

“As escolas muitas vezes têm bastantes aulas teóricas e falta a prática e, nós, através de actividade itinerantes, levamos os nossos “kits” para fazer experiências”, elucidou Ronaldo Araújo.

Nessa senda, já se prepara um programa a ser aplicado no início do próximo ano lectivo, do qual constam workshops destinados a professores e ainda actividades para os alunos, e que ainda têm também oportunidade de praticar na própria Casa da Ciência.

LN/CP

Inforpress/Fim