Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial lança projecto “Reforço da Ancoragem Regional”

Cidade da Praia, 11 Mar (Inforpress) – O Centro de Energias Renováveis e Manutenção Industrial (CERMI) e a Agência Luxemburguesa de Cooperação ao Desenvolvimento lançam segunda-feira, na Cidade da Praia, o projecto “Reforço da Ancoragem Regional do CERMI” (CVE/881).

Em nota de imprensa, a Agência de Cooperação Luxemburguesa explica que o projecto é implementado pela Lux Development (Agência de Cooperação Luxemburguesa) e conta com o financiamento global de dois milhões de euros (cerca de 220 mil contos).

O projecto vai contribuir para alcançar os resultados do programa “Melhoria da Governança do Sector Energético na África Ocidental (AGoSE-AO)” a nível do reforço das capacidades dos actores regionais no que se refere ao acompanhamento do processo de transformação do CERMI num centro regional e na implementação das formações em energias renováveis e eficiência energética.

De acordo com a nota, o projecto CVE/881 insere-se num amplo programa regional denominado AGoSE-AO, que abrange todos os países da Comunidade Económica dos Estados da Africa Ocidental (CEDEAO) e a Mauritânia.

O AGoSE-AO, é financiado pelo 11º Fundo Europeu para o Desenvolvimento em 32 milhões de euros (3,5 milhões de contos) e visa contribuir para o reforço da integração regional do sector energético, melhoria da governança do sector, permitindo, assim, aos Estados membros da CEDEAO atingirem os três grandes Objectivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) do ramo definidos pelas Nações Unidas.

O acto de lançamento do projecto, que acontece no âmbito do terceiro aniversário do CERMI, será co-presidido pelo ministro-adjunto do primeiro-ministro para Integração Regional, Júlio Herbert, e pela embaixadora da União Europeia em Cabo Verde, Sofia Moreira de Sousa.

O encerramento será presidido pelo ministro da Indústria, Comércio e Energia, Alexandre Monteiro, e contará com a presença do comissário de CEDEAO para Energia, Sediko Douka, corpo diplomático acreditado em Cabo Verde, entidades públicas e privadas, parceiros de cooperação, universidades, entre outros.

AV/CP

Inforpress/Fim