Candidatura ao Prémio Internacional de Criatividade Artística Miriam Makeba alargada para Outubro

Cidade da Praia, 01 Set (Inforpress) – A Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) congratula-se com o alargamento do prazo para a apresentação  de candidaturas ao Prémio Internacional de Criatividade Artística Miriam Makeba, que atribui 100 mil dólares ao vencedor, para 20 de Outubro.

Em comunicado de imprensa, a SCM anuncia que o  Escritório Nacional de Direitos de Autor e Direitos Conexos (ONDA-Argélia) decidiu alargar o prazo para a apresentação desta candidatura de forma a oferecer uma oportunidade justa e mais ampla aos artistas africanos em todo o continente para participarem neste concurso artístico de escala continental, dado “o elevado interesse demonstrado pela comunidade artística africana.

“Após inúmeras solicitações de criadores de toda a África, que pediram uma extensão do prazo para permitir a inscrição, decidiu anunciar a extensão do prazo para a apresentação de candidaturas até o dia 20 de Outubro de 2018″, lê-se nesta missiva, realçando que, doravante, ” o anúncio dos premiados deverá ocorrer no 1º de Novembro, juntamente com a decisão sobre os vencedores”.

“A SCM apoia e congratula-se com esta extensão e alargamento do prazo, face à enorme adesão que o prémio tem tido por parte de todos os criadores e artistas cabo-verdianos, e pela enorme importância que esta 1.ª Edição do prémio reveste bem como pelas oportunidades criadas pelo mesmo”, refere a nota de imprensa.

O prazo para a entrega das candidaturas inicialmente estava previsto para 31 de Agosto, pelo que continua ainda aberta a candidatura ao prémio monetário no valor aproximadamente de 9400 contos cabo-verdianos,  patrocinado pelo Presidente da República de Argélia, Abdelaziz Boutafrika.

A candidatura ao prémio Miriam Makeba,  acordo com a SCM, é aberta a artista africano com mais de 18 anos e residente em África, assim como artistas que reivindicam o estatuto de refugiado devido a situações excepcionais como conflito armado e desastre natural.

A presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música, Solange Cesarovna, integra o corpo de júri internacional deste premio, pelo que Cabo Verde tem a responsabilidade de promover este galardão em toda a África Lusófona.

Pretende-se com a implementação do “Prémio Internacional da Criatividade Artística “Miriam Makeba”, “permitir que os artistas que usam a arte africana como meio possam expressar as suas ideias e comunicar as suas mentes e serem melhor ouvidos e mostrarem as suas criações, promover a Arte Africana em todas as suas formas de expressão, incentivar o talento e a criatividade e premiar a melhor criação artística.

Os interessados como músicos e artistas plásticos devem estar inscritos na sociedade dos direitos autorais, no caso de Cabo Verde na SCM, concorrem mediante o envio de um ficheiro com cópia da descrição do projecto artístico.

SR

Inforpress/Fim