Cabo Verde e São Tomé e Príncipe assinam acordo para formar quadros militares são-tomenses

Cidade da Praia, 01 Ago (Inforpress) – Cabo Verde passa a formar quadros militares são-tomenses, conforme o acordo assinado hoje na Praia entre o ministro da Defesa, Luís Filipe Tavares, e o seu homólogo Arlindo Ramos.

Em conferência de imprensa depois assinarem o acordo, Luís Filipe Tavares disse que Cabo Verde e São Tomé e Príncipe vão “intensificar” as suas relações no sector da defesa, da formação e “participação dos exércitos de ambos os países em exercícios militares conjuntos”.

“Queremos tirar o melhor proveito possível das parcerias internacionais que temos”, indicou o ministro da Defesa de Cabo Verde, lembrando que São Tomé e Príncipe tem várias parcerias internacionais e com os países a nível da região de que faz parte, assim como Cabo Verde.

Segundo Luís Filipe Tavares, Cabo Verde quer que os oficiais do exército de São Tomé e Príncipe participem nos exercícios militares conjuntos realizados nas águas territoriais cabo-verdianas em que tomam parte forças de Portugal, Brasil, Espanha, França e Estados Unidos da América.

Por sua vez, Arlindo Ramos afirmou que o referido acordo era uma necessidade que “há muito tempo se fazia sentir”.

“A nossa ambição é reforçar a nossa capacidade de fiscalização marítima no Golfo da Guiné e esta cooperação com Cabo Verde vai nos permitir formar os nossos homens  e adquirir maior capacidade para que esta fiscalização seja feita com maior eficácia possível”, alegou o governante são-tomense.

Arlindo Ramos termina a sua missão a Cabo Verde com participação na cerimónia de encerramento do Simpósio Africa Endeavor 18, aprazada para o dia 03 de Agosto, em Santa Maria, na ilha do Sal.

Nos próximos dias 5, 6 e 7 de Agosto, o ministro Luís Filipe Tavares recebe também a visita do ministro da Defesa do Luxemburgo, Étienne Schneider, e o ministro da Defesa Nacional de Portugal, José Alberto Azeredo Lopes.

De acordo com o comunicado de imprensa do Governo, estas duas visitas têm como objectivo analisar e projectar as relações trilaterais, no domínio da defesa, entre os respectivos países, a ser concretizado através da assinatura de uma Declaração Conjunta sobre a Cooperação Trilateral.

LC/CP

Inforpress/Fim