Cabo Verde e Brasil poderão colaborar a nível do turismo de aventura e comércio de vinhos

Cidade da Praia, 15 Mai (Inforpress)- Comércio de vinhos e actividades relacionadas com o turismo de aventura são algumas das áreas em que Cabo Verde e o Brasil poderão vir a colaborar, apontou hoje o porta-voz da missão de empresários brasileiros, Cléber Chagas.

Esta intenção foi manifestada na Cidade da Praia, durante uma conferência de imprensa, para balanço da visita de sete dias (10 a 16 de Maio) que a delegação brasileira efectuou a Cabo Verde para se inteirar e conhecer as potencialidades do turismo cabo-verdiano.

“Podemos constatar que existem oportunidades concretas e com hipótese de intercâmbio técnico para a criação de algum produto relacionado com o turismo de aventura, comércio do vinho e com possibilidade de um representante cabo-verdiano ir ao Brasil conhecer a nossa realidade”, assegurou, sublinhando que a missão teve a oportunidade de visitar as ilhas do Sal, Fogo e aos municípios da Ribeira Grande de Santiago, São Domingos, Santa Catarina e Calheta de São Miguel.

O empresário que se mostrou muito impressionado com as potencialidades turísticas e com a capacidade inovadora e empreendedora do povo cabo-verdiano, disse que a visita foi muito positiva a nível do aprendizado que, ao seu ver, poderá ser muito boa para a cooperação comercial entre Cabo Verde e o Brasil que têm uma história muito próxima e partilham a mesma língua.

Cléber Chagas assegurou que essa cooperação poderá ser alargada ainda para o sector hoteleiro.

Por seu turno, o director dos serviços do Turismo, Edison Barbosa, sublinhou que a ideia é que os países possam vir a cooperar e colaborar a nível empresarial, com maior destaque para o sector do turismo.

Edison Barbosa avançou que para a dinamização dessa cooperação, o Governo já está a trabalhar na questão dos transportes marítimos, sendo que é um sector crucial para o desenvolvimento da cooperação.

“Essa é uma situação que está a ser tratada ao mais alto nível e há garantias de que muito brevemente a situação fique normalizada”, assegurou.

A visita da missão de empresários brasileiros a Cabo Verde é promovida pela agência de viagens Novatur e pelo Instituto de Desenvolvimento do Rural (Brasil Rural), tendo como uma das parceiras a edilidade dos Mosteiros.

A delegação é constituída por operadores dos ramos do turismo, da vinicultura e do comércio.

AV/JMV

Inforpress/Fim