Cabo Verde deve receber visita de uma delegação empresarial de Palma de Maiorca em Outubro

 

Cidade da Praia, 13 Jul (Inforpress) – O ministro da Economia e Emprego, José da Silva Gonçalves, anunciou hoje a visita a Cabo Verde, em Outubro, de uma delegação empresarial de Palma de Maiorca (Espanha) para conhecer as oportunidades de negócio no país.

O anúncio foi feito pelo governante, em declarações à imprensa à margem da assinatura de um acordo-quadro de colaboração e cooperação entre o Governo de Cabo Verde e o Cabildo Insular das Canárias, que esteve representado pelo conselheiro da área de Desenvolvimento Económico Energia, Raul Salvador Garcia Brink, visando o desenvolvimento de projectos de interesse comum baseado nas semelhanças e potencialidades dos dois arquipélagos.

Segundo José da Silva Gonçalves, entre os dias 09 e 12 esteve a chefiar uma delegação cabo-verdiana na visita à Espanha, sendo que em Palma de Maiorca teve a oportunidade de encontra-se com os empresários para falar sobre “As grandes oportunidades de negócio em Cabo Verde”.

“Conseguimos abrir interessantes portas e Cabo Verde deverá receber no mês de Outubro a visita grupo de empresários para encetar contactos na área do turismo”, disse, indicando que em Madrid a delegação foi recebida pela secretária de Estado do Comércio de Espanha, Dona Maria Luísa Poncela, e teve um encontro empresarial.

Fizeram parte da delegação, o cônsul de Cabo Verde nas Canárias, Juan Cardenes Martin, a presidente da Cabo Verde Trade Invest (CVTI), Ana Barber, os presidentes dos Conselhos da Administração da ASA, da Electra e da Enapor, Renato Lima, Alexandre Monteiro e Jorge Maurício, respectivamente, o secretário-geral da Câmara do Comércio, Indústria e Serviços do Sotavento (CCISS), José Luís Neves.

O conselheiro da área de Desenvolvimento Económico Energia Governo Insular das Canárias, por seu lado, sublinhou que nesta linha de cooperação quer trabalhar “mais intensamente” com Cabo Verde, estreitando, também, a colaboração com a região da Macaronésia e também a Costa Africana, tendo realçando a proposta de criação de um observatório sobre mudança do clima no Atlântico Este.

Segundo Raul Salvador Garcia Brink, o seu Governo está a preparar o projecto da criação do observatório para apresentar a União Europeia para financiamento, porque a intenção é que sirva a Macaronésia e a Costa Africana, com o objectivo, não só de obter dados sobre as mudanças climáticas, mas também para, a partir daí, poder implementar políticas de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

“Devemos ser capaz de desenvolver, em cada uma das regiões que participa no projecto, nomeadamente Cabo Verde, políticas que sirvam para prevenir as mudanças climáticas e que a agricultura e as infra-estruturas marinhas não sejam afectas ou sejam menos afectadas possível, pelo efeito dessas mudanças”, explicou, sublinhando que a intenção é ter encontro com todos os Governos da região para dar a conhecer o projecto do observatório que vai ficar em Grã Canárias.

DR/AA

Inforpress/Fim