Burocracia na legalização dos imigrantes é o principal problema constatado na Ribeira Grande – Felisberto Vieira

Ribeira Grande, 08 Mar (Inforpress) – A burocracia no tratamento da documentação para a legalização dos imigrantes é o principal problema que os deputados da Comissão Especializada de Relações Externas, Cooperação e Comunidades (CERECC) constataram na Ribeira Grande.

A missão da CERECC, chefiada pelo deputado Felisberto Vieira, contactou o presidente da câmara e o Comando da Polícia Nacional e, após “contactos de proximidade” com os imigrantes nos locais onde desenvolvem a sua actividade, chegou à conclusão de que há “unanimidade” em relação à situação em que vivem na Ribeira Grande.

“O retrato que recebemos da Câmara Municipal e da Polícia Nacional coincide com o sentimento que os imigrantes nos transmitiram”, disse Felisberto Vieira, em declarações à Inforpress, adiantando que “há uma paz social, uma procura de conciliação permanente entre os diferentes interesses e há o respeito pelas normas de civilidade urbana e democrática”.

Segundo Felisberto Vieira, “o problema que existe prende-se, essencialmente, com a burocracia na renovação da documentação”, mas isso, explica Vieira, “é um problema constatado em todas as ilhas”.

Um problema que vai merecer “atenção especial” dos deputados da CERECC, disse Felisberto Vieira, vai na mesma linha da questão da legalização, e tem a ver com casos de “crianças nascidas em Cabo Verde, filhas de mãe cabo-verdiana e pai africano continental que estudam normalmente no ensino básico mas enfrentam problemas para entrarem no ensino secundário”.

“Não sabemos o que é que se passa”, disse Felisberto Vieira, afirmando que esta informação foi-lhes prestada pelos próprios imigrantes e confirmada pelo presidente da câmara, além do facto de a CERECC ter já constatado isso mesmo nas ilhas da Boa Vista e do Sal, pelo que vão levar esta preocupação ao Serviço de Emigração e Fronteiras e ao próprio ministro da Administração Interna com vista à resolução do problema.

“De resto sentimos que há tranquilidade a nível local e saímos daqui, também, com essa mesma tranquilidade”, concluiu aquele parlamentar.

Hoje, os deputados da CERECC cumprem um programa idêntico no concelho do Paul e destinam o dia de amanhã, 09, ao concelho do Porto Novo.

HF/ZS

Inforpress/Fim