Brava: Câmara Municipal da Brava realiza campanha de limpeza em diversos pontos da ilha

Nova Sintra, 27 Jul (Inforpress) – A Câmara Municipal da Brava, em parceria com a Delegacia de Saúde, realizou hoje uma campanha de limpeza que pretende recolher os lixos de algumas zonas e o expurgo da lixeira municipal.

A acção de limpeza realizada nesta sexta-feira pretende essencialmente manter a ilha limpa e eliminar os amontoados de lixos visíveis em algumas zonas, de forma a prevenir algumas doenças da época das chuvas, conforme adiantou a vereadora responsável para a área do Saneamento da ilha.

“Apesar de termos uma equipa da câmara para limpeza e saneamento, ainda temos pessoas que acumulam lixos em algumas localidades”, averiguou Domingas Coelho que explica à Inforpress que esta iniciativa é feita todos os anos e em várias edições.

Na lixeira de Favatal, a limpeza iniciou-se pelos arredores, recolhendo as bolsas de plástico que estavam espalhadas nos arredores, no meio das espinheiras, para mais tarde serem queimadas.

“Este não é um trabalho para ser realizado em um ou dois dias. Para minimizar os problemas da lixeira é necessário uma intervenção de meses”, reconhece Coelho.

A vereadora reconheceu ainda que,  muitas vezes, fica um pouco difícil fazer o controlo das viaturas que vão deixar os detritos na lixeira, pois, segundo explicou,  a câmara tem transporte para o lixo, mas indicou que há “lojas, supermercados”, que, às vezes não, não vão deixar o lixo no local apropriado, deixando-o ao meio do caminho, entre as árvores”.

“Vamos fazer um trabalho de fundo, cuidadoso, porque temos diversos tipos de lixo misturados nesta lixeira, desde o lixo caseiro ao lixo produzido nos hospitais e nenhum deles é dado o devido tratamento”, alertou.

Após os trabalhos, esta responsável avança que a lixeira vai ser vedada e terá um guarda que fará o controlo das viaturas, de forma a ter certeza de que estão a depositar o lixo no local certo.

Após a limpeza, está prevista uma campanha de pulverização para também se eliminar alguns focos de pulgas que já foram detectados, e, segundo a responsável, esta acção vem sendo feita ao longo do ano, e nesta época será redobrada devido a época das chuvas que está aproximando”.
Em relação à situação da lixeira, relativamente à sua localização e lotação, Domingas Coelho disse que a Comissão Municipal de Saúde da ilha reunirá brevemente para estudar e encontrar uma solução mais eficaz para o problema.

MC/JMV