Brasil capacita técnicos cabo-verdianos em técnicas de barragens subterrâneas

Cidade da Praia, 24 Ago (Inforpress) – Uma missão brasileira está na Cidade da Praia para ministrar um curso sobre captação, armazenamento e utilização de água das chuvas, através da tecnologia de barragens subterrâneas, que arrancou hoje no Centro Nacional de Hidropónica em Achada São Filipe.

Da missão brasileira, que estará no país até quarta-feira, 05, fazem parte técnicos da EMBRAPA Solos e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC).

O objectivo, segundo os promotores da iniciativa, é reforçar a capacidade dos técnicos nacionais na selecção e construção de barragens subterrâneas, manejo e conservação do solo, além de promover o intercâmbio entre Brasil e Cabo Verde, tendo em vista o desenvolvimento sustentável da agricultura.

Durante a cerimónia de abertura, o director-geral da Agricultura, José Teixeira, ressaltou que um dos grandes desafios de Cabo Verde tem a ver com a mobilização de água para a agricultura. Por isso, afirmou, pretendem aproveitar da melhor forma possível a experiencia brasileira na retenção subterrânea das águas pluviais.

Ainda segundo José Teixeira, está-se perante um projecto-piloto que dará os seus primeiros passos na ilha de Santiago, podendo depois ser levado para as outras ilhas, nomeadamente as mais rasas (Sal, Boa Vista e Maio) que, inclusive, têm melhores condições para a implementação desta técnica.

Por seu turno, a representante da Agência Brasileira de Cooperação, Ana Pérez, agradeceu o interesse e o reconhecimento de Cabo Verde em querer aprender com a experiência do Brasil.

A responsável augurou que a missão seja proveitosa, uma vez que, segundo ela, Cabo Verde tem “imensos desafios” em relação à água.

Também presente, o embaixador do Brasil em Cabo Verde, João Carlos Leitão, pediu aos técnicos brasileiros que sejam “muito didácticos” e, aos cabo-verdianos, que aproveitassem ao máximo.

“Juntos vamos superar a seca, contem com a EMBRAPA… contem comigo”, disse.

GSF/CP

Inforpress/Fim